Abate de frangos sobe 7,8% no 2º trimestre ante 2º trimestre de 2020, diz IBGE

Rio, 10 – Os produtores brasileiros abateram 1,52 bilhão de frangos no segundo trimestre de 2021, um aumento de 7,8% em relação ao segundo trimestre de 2020, segundo os resultados das Pesquisas Trimestrais do Abate de Animais, do Leite, do Couro e da Produção de Ovos de Galinha, divulgada nesta sexta-feira pelo Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística (IBGE). Foi o melhor resultado para segundos trimestres desde o início da série histórica iniciada em 1997.

“O desempenho das exportações de carne de frango influenciou positivamente o resultado, já que alcançaram o melhor patamar desde o terceiro trimestre de 2018”, informou o IBGE.

Na comparação com o primeiro trimestre de 2021, houve retração de 3,0%.

O abate de 110,47 milhões de cabeças de frangos a mais em relação a igual período de 2020 foi consequência de aumentos em 21 das 25 Unidades da Federação, entre elas o Paraná (+31,60 milhões), Goiás (+25,68 milhões), Rio Grande do Sul (+20,56 milhões), São Paulo (+6,90 milhões), Santa Catarina (+5,78 milhões), Minas Gerais (+4,81 milhões), Mato Grosso do Sul (+3,89 milhões), Bahia (+3,31 milhões), Pernambuco (+1,84 milhão) e Pará (+1,71 milhão). A queda mais expressiva ocorreu no Mato Grosso (-1,74 milhão de cabeças).

O Paraná lidera o abate de frangos, com 33,7% da participação nacional, seguido por Rio Grande Sul (13,2%) e Santa Catarina (13,2%).

O post Abate de frangos sobe 7,8% no 2º trimestre ante 2º trimestre de 2020, diz IBGE apareceu primeiro em ISTOÉ DINHEIRO.

Adicionar aos favoritos o Link permanente.

Os comentários estão desativados.