Adolescente surpreende ao trocar os presentes de aniversário por doação de alimentos em SP


Laura Beatriz Ferreira precisou adiar a festa de 15 anos devido à pandemia e celebrou um ano depois, ao completar 16 anos. Convite pedia que convidados doassem alimentos. A arrecadação foi entregue ao Fundo Social de Solidariedade de São Vicente, SP, que encaminhou os alimentos ao Lar de Amparo da Vovó Walquiria
Arquivo/Divulgação
Após precisar adiar a festa de 15 anos devido às restrições da pandemia da Covid-19, ao completar 16 anos, uma adolescente surpreendeu os pais ao contar o que queria de presente: doações de alimentos para serem entregues em São Vicente, no litoral de São Paulo. Em entrevista ao G1 neste domingo (12), ela contou que teve essa iniciativa ao perceber que já possuía tudo o que precisava, como saúde e o amor da família e dos amigos.
O caso ganhou repercussão após a Prefeitura de São Vicente convidar a família para a entrega dos alimentos e divulgar a ação. A arrecadação foi entregue ao Fundo Social de Solidariedade (FSS) de São Vicente e encaminhada ao Lar de Amparo da Vovó Walquiria.
Laura Beatriz Ferreira, que mora em Praia Grande, no litoral de São Paulo, completou 15 anos em 2020, porém, devido às medidas de prevenção à Covid-19, a festa não pôde ser realizada. Um ano depois, ainda na pandemia, ela diminuiu a lista de convidados e decidiu realizar a festa “15 + 1”, comemorando os 15 e os 16 anos.
A jovem conta que várias pessoas a procuraram perguntando o que ela gostaria de ganhar de presente, mas ela acreditava já ter tudo o que precisava, diferente de outras pessoas que foram impactadas após a chegada da pandemia. Desta forma, ela viu a possibilidade de ajudar o próximo.
“A pandemia com certeza me incentivou a fazer isso, porque fiquei pensando em como poderia ajudar as pessoas. Quando me perguntavam o que queria de presente, eu pensava que já tinha tudo que queria, então por que não aproveitar esse momento pra ajudar ouras pessoas?”, relata.
Doação aconteceu no final de agosto após convidados da festa doarem pouco mais de 100 kg em alimentos, em São Vicente, SP
Divulgação/Prefeitura de São Vicente
O aniversário de 16 anos da jovem aconteceu do dia 1º de agosto e a festa foi no dia 7 do mesmo mês. Ela produziu um convite online, onde explicava a decisão, pedia 1 kg de alimento não perecível (de preferência arroz e feijão) e citava para onde a doação seria encaminhada. Apesar de surpresos, os convidados apoiaram a ideia e, com as doações, foi possível arrecadar pouco mais de 100 kg de alimentos, já que alguns doaram cestas básicas e mais de 1 kg de alimento.
A jovem explica que sempre foi muito apegada ao avô que faleceu há seis anos e realizava diversas ações sociais. Por isso, cresceu aprendendo sobre a importância de ajudar as pessoas que não possuem uma condição como a dela.
A doação aconteceu no dia 26 de agosto, no Fundo Social de Solidariedade que fica na Rua Benedito Calixto, 205, no centro de São Vicente. Além dos 100 kg arrecadados pela adolescente, o FSS ainda acrescentou outros 157 kg, totalizando uma doação de 257 kg em alimentos.
Valores
Segundo a mãe de Laura, a professora Daniela Gomes Ferreira, ela morou por 30 anos no bairro Jóquei Clube, em São Vicente, onde ela e o marido já passaram por condições difíceis e precisavam ter longas jornadas de trabalho. Atualmente, com melhores condições de vida, ela explica que sempre se esforçou para que a filha nunca se esquecesse dessa parte da história da família.
“Eu fiquei muito orgulhosa de colher uma sementinha plantada anos atrás, porque eu tive uma vida bem humilde, trabalhando muito sempre junto com meu marido e a gente conseguiu uma condição melhor. Mas eu tinha uma grande preocupação que ela [Laura] não esquecesse tudo que nós passamos um dia, então alimentei isso junto aos valores da família”, esclarece.
Apesar de ter ficado surpresa com a iniciativa, ela viu que a filha tomou a decisão com firmeza e apoiou toda a ideia. A família não esperava a repercussão da história, mas ficou feliz em ver os convidados participando e o apoio que recebeu da equipe do FSS.
“Ano passado, quando ela precisou adiar a festa, a tristeza não era nem pela comemoração, mas sim por tudo que estava acontecendo naquela pandemia, pensando em como a gente faz tão pouco diante de tudo que está acontecendo. Para minha filha que teve essa iniciativa, foi tudo emocionante. Ela não imaginou essa repercussão”, conclui.
VÍDEOS: G1 em 1 Minuto Santos
Adicionar aos favoritos o Link permanente.

Os comentários estão desativados.