Após ministro citar ‘excesso de vacinas’, Saúde mantém intervalo de 12 semanas para a AstraZeneca


Frascos da AstraZeneca/Fiocruz
Mariana Ferreira/Divulgação
O Ministério da Saúde anunciou na noite desta quarta-feira (15) que vai manter a recomendação de intervalo de 12 semanas para aplicação da segunda dose da vacina AstraZeneca.
Mais cedo, em evento em São Paulo, o ministro da Saúde, Marcelo Queiroga, afirmou que há “excesso de vacinas” no país.
(*Esta reportagem está em atualização)
Adicionar aos favoritos o Link permanente.

Os comentários estão desativados.