Após quatro dias, bombeiros e brigadistas controlam incêndio em Minas

Depois de quatro dias, bombeiros e brigadistas controlaram, nesta quinta (9/9), o incêndio que consumiu a Serra de São José, na Região Central de Minas Gerais. Cerca de 800 hectares de vegetação se incendiaram, segundo estimativas da corporação.

A serra está localizada nas imediações do município de São João del-Rei. Durante a noite desta quinta, as autoridades vão monitorar o local para mapear possíveis reignições.

Já na manhã desta sexta (10/9), os militares e brigadistas do Instituto Estadual de Florestas (IEF) farão o rescaldo do fogo, a última etapa antes de vencer as chamas.

Durante os quatro dias de trabalho, eles tiveram a ajuda de aviões Air Tractor, que fizeram o combate aéreo das chamas. Só nesta quinta, 20 bombeiros e 30 brigadistas atuaram no local.

Um helicóptero do IEF, operado por policiais militares, continua no local. As causas do incêndio gigantesco ainda serão apuradas pelo governo estadual.

Minas em chamas

Números do Corpo de Bombeiros ilustram os danos causados pela combinação entre o tempo seco e a irresponsabilidade do ser humano. Entre meio-dia dessa quarta (8/9) e meio-dia desta quinta, Minas registrou 417 chamados para combate de fogo em vegetação.

Praticamente, em média, a corporação computou uma ocorrência do tipo a cada quatro minutos. São 17 por hora.

Setembro, historicamente, concentra a maior mediana de focos ativos de calor no estado, conforme registos do Instituto Nacional de Pesquisas Espaciais (Inpe).

Adicionar aos favoritos o Link permanente.

Os comentários estão desativados.