Após registrar umidade mais baixa do ano, 10%, Inmet mantém alerta no DF: ‘pode despencar de novo’


Segundo meteorologista, capital pode registrar 12% neste sábado (12). Temperatura máxima prevista é de 35ºC. Manhã com céu aberto sem nuvens no Distrito Federal na sexta-feira (10).
TV Globo/Reprodução
O sábado (30) em Brasília amanheceu com 70% de umidade no ar, mas esse valor já caiu para 30% por volta das 9h, segundo dados do Instituto Nacional de Meteorologia (Inmet). O cenário ocorre após o dia mais seco do ano no Distrito Federal – nesta sexta-feira (11), quando o percentual chegou a 10% no Gama, com temperatura máxima de 34,9ºC.
A meteorologista Naiane Araújo explica que a massa de ar seco permanecerá forte na capital. “Neste sábado, no período da tarde deve despencar de novo, em torno de 15% e 12%”, afirma. Já a temperatura, pode chegar a 35ºC.
De acordo com a especialista, a umidade mais baixa costuma ocorrer no final da tarde, entre 16h e 17h, como ocorreu no Gama na sexta. “As pessoas devem evitar exposição ao sol e fazer exercícios neste horário, nas condições atuais”, disse.
O recorde histórico de menor umidade no DF ocorreu em 4 de setembro de 2019, quando o percentual chegou a 8% no Gama. Este mês costuma ser o mais seco do ano, quando também são registradas mais incêndios florestais.
SAIBA MAIS:
NATUREZA: Focos de incêndio superam mesmo período de 2020 em 3 biomas; veja situação segundo dados do Inpe
DIA DO CERRADO: Conheça a menina de 7 anos que escreveu um livro sobre os ipês de Brasília
Ainda segundo a meteorologista, não há previsão de chuva nesta primeira quinzena de setembro. “Há chances a partir da segunda quinzena, mas nada muito significativo”, explica. O período de chuvas mais constantes só ocorre em outubro.
Queimadas
Enchentes, neve e calor extremo: como as mudanças climáticas afetam o planeta
Os incêndios florestais no Distrito Federal atingiram 9.860 hectares de julho a agosto deste ano, período da seca, segundo dados do Corpo de Bombeiros. A área é superior à região de Taguatinga, que mede 6.304 hectares.
Apenas nos primeiros cinco dias de setembro, as queimadas já destruíram 1, 7 mil hectares – 17,2% do total.
A segunda menor umidade do ano foi registrada no feriado de 7 de setembro, com 11%. O recorde ocorreu após o dia mais quente do ano, segunda-feira (6), quando os termômetros marcaram 35,9°C.
Leia mais notícias sobre a região no G1 DF.
Adicionar aos favoritos o Link permanente.

Os comentários estão desativados.