Após ser trocado, ex-noivo lista prejuízos que teve com o “divórcio”

Rio de Janeiro – Sob o impacto da notícia de que foi trocado por outro na véspera do casamento, Dyl Reis, de 23 anos, diz que ainda contabiliza as perdas que teve com o fim do romance. Além do marido – ele garante que foi ele quem terminou a relação -, o jovem diz que Eder Meneghine, 60, com quem subiria ao altar no dia 7 de setembro, também pegou de volta presentes dados enquanto o amor durou.

Em entrevista ao Metrópoles, Dyl afirma que as memórias da vida a dois, assim como os registros da produção da festa de casamento, estavam no aparelho telefônico, que Eder pegou de volta. “O celular estava no nome dele, mas ele me deu, como prêmio pelo meu trabalho, pela minha dedicação ao lado dele. Assim como a Scooter. Eu terminei com ele, e ele tomou”, lamenta o jovem.

O prejuízo, porém, não acaba por aí. Ainda segundo Dyl, parte do casamento que se concretizou com outro noivo foi paga por ele. “Começamos a fazer os pagamentos, e no momento eu tinha mais dinheiro que ele na conta. Dei R$ 16 mil para pagar a festa de R$ 20 mil. Dei quase todo dinheiro que eu tinha na minha conta, que fui arrecadando como fruto do meu trabalho junto a ele.”


0

Ainda segundo o jovem, os dois trabalhavam e lucravam juntos. “Ele não precisava só de um companheiro ao lado dele, mas de alguém para somar com ele. Sempre trabalhamos juntos, vesti a camisa da empresa dele, eu era garçom, era tudo o que ele precisava, eu amava trabalhar com ele”, relata.

Romance

A história de amor dos dois se desenvolveu rápido. Com duas semanas de namoro, foram morar juntos. “Como toda pessoa apaixonada, fui, largando toda uma vida estruturada com trabalho, casa montada. Por mais simples que era, eu amava a vida que eu tinha”, diz Dyl.

Os problemas também seguiram a mesma velocidade. “Não conseguíamos nos entender, era um dia de paz, outro de sucesso e mais dois de guerra”, explica.

Segundo ele, pouco antes da data marcada para celebração, veio a gota d’água com uma discussão acalorada, em frente aos seus familiares. “Foi por essa e por outras que eu vi que não era a pessoa certa para eu me casar. Falei para minha família que não ia mais me casar. Pegamos as nossas coisas e nos retiramos da casa.”

Ao Metrópoles, Eder contesta a versão de Dyl. Segundo ele, o jovem não tinha um salário fixo porque os dois eram companheiros. “Ele tinha um cartão que poderia usar com o que ele quiser”, afirma. O arquiteto diz ainda que o ex-noivo quer aproveitar a situação para aparecer. “Ele quer ir para A Fazenda, para o Big Brother”, diz.

O divórcio

A treta matrimonial envolvendo o arquiteto e Dyl veio a público após Eder anunciar, posicionado no altar montado no Solar das Palmeiras, na Ilha da Gigóia, Barra da Tijuca, zona oeste do Rio, que estava casando, mas que havia trocado o noivo na véspera.

Em um vídeo registrando o momento, Eder, emocionado, dispara: “Eu troquei de noivo”. “Eu errei 20 anos na minha vida. E errei 20 anos numa coisa que poderia ter dado realmente certo. Eu tive que trocar os documentos e vou avisar vocês o seguinte: eu troquei de noivo de ontem para hoje”, disse Eder.

Dyl, que foi supostamente trocado, porém, afirma que, ao contrário do divulgado, foi dele a decisão de romper a relação com o arquiteto. “Consegui abrir os olhos antes do ‘sim’. Eu terminei”, disse Dyl, em entrevista exclusiva ao Metrópoles.

 

O post Após ser trocado, ex-noivo lista prejuízos que teve com o “divórcio” apareceu primeiro em Metrópoles.

Adicionar aos favoritos o Link permanente.

Os comentários estão desativados.