Argentina vota em primárias legislativas e mede apoio ao governo

Os argentinos votam neste domingo (12) nas primárias que definirão os candidatos às eleições legislativas de novembro, em eleições que servirão para medir o apoio ao governo do peronista de centro-esquerda Alberto Fernández.

Os centros de votação abriram às 8h, horário local, e aguardam os mais de 34 milhões de eleitores qualificados até as 18h em meio a protocolos especiais de saúde devido à pandemia da covid-19.

As primárias serão os primeiros testes eleitorais de Fernández desde que se tornou presidente em dezembro de 2019, três meses antes de registrar o primeiro caso de covid no país.

O presidente, cujo governo enfrenta diversos problemas econômicos, votou logo após o início do pleito e fez apelo para irem às urnas.

“Quando você vota, a democracia fica mais forte. Espero que tenhamos um dia de tranquilidade onde todos vamos votar”, disse ele.

Por serem abertas, simultâneas e obrigatórias, essas primárias são um ótimo panorama para as eleições legislativas de novembro, quando metade da Câmara dos Deputados e um terço do Senado serão renovados.

O que acontecer na província de Buenos Aires, tradicional enclave peronista e que tem um terço do eleitorado do país, será fundamental; Enquanto a capital, entre outras grandes cidades, é um bastião da aliança de oposição Juntos (radicais social-democratas e de direita liberal) do ex-presidente Mauricio Macri (2015-2019).

“Enfrentamos dois modelos de país claramente opostos que olham para os problemas das pessoas de uma maneira diferente. E entender a dimensão da discrepância é fundamental para construir o futuro”, escreveu Fernández em uma coluna de opinião publicada há uma semana.

Depois dessas primárias, os argentinos irão às urnas no dia 14 de novembro, onde serão renovadas 127 das 257 cadeiras dos Deputados e 24 das 72 do Senado. A coalizão governista atualmente tem maioria no Senado, mas não nos Deputados, onde está a dez cadeiras de alcançá-la.

Adicionar aos favoritos o Link permanente.

Os comentários estão desativados.