Ataque na região noroeste da Nigéria deixa pelo menos 12 mortos

Homens armados executaram um ataque no fim de semana e mataram 12 agentes das forças de segurança nigerianas em uma base militar no estado de Zamfara (noroeste), onde roubaram armas e incendiaram edifícios, informaram fontes militares nesta segunda-feira (13).

Ainda não foi determinado que m executou o ataque, no sábado em Mutumji, mas o exército iniciou operações em Zamfara contra grupos de homens armados, conhecidos como “bandidos”, aos quais atribuem, entre outros crimes, uma série de sequestros.

As telecomunicações foram cortadas em Zamfara e em diversas áreas do estado vizinho de Katsina para interromper os contatos entre os criminosos.

O ataque aconteceu na manhã de sábado e terminou com as mortes de nove oficiais da Marinha, um soldado e dois policiais.

A base de Mutumji, no distrito de Dansadau, a 80 km da capital do estado, Gusau, é um local chave do ponto de vista logístico para a luta do exército contra os criminosos da região.

Os extremistas do noroeste da Nigéria atacam com frequência bases militares no estado de Borno, núcleo de una insurgência iniciada há 12 anos e que já provocou 40.000 mortes.

Adicionar aos favoritos o Link permanente.

Os comentários estão desativados.