Autoridades sanitárias fiscalizam abrigo onde idoso morreu por Covid-19 e outros 14 testaram positivo


Segundo a Prefeitura de Cubatão, abrigo foi orientado a realizar adequações, e um relatório será realizado em conjunto pelas vigilâncias sanitárias estadual e municipal. Idoso diagnosticado com Covid-19 em lar morreu em decorrência da doença em Cubatão; 15 foram contaminados
Reprodução
A Vigilância Sanitária Estadual esteve nesta quinta-feira (7) no abrigo de idosos onde foi registrada uma morte por Covid-19 e outros 14 casos confirmados em Cubatão (SP). Junto com o órgão, estiveram técnicos da Vigilância Sanitária Municipal, gestores da Secretaria de Saúde e da Secretaria de Assistência Social (Semas) e representantes do Conselho Municipal do Idoso, conforme divulgado pela prefeitura.
De acordo com a administração municipal, o abrigo foi orientado a realizar adequações, o que, conforme explica a Secretaria de Assistência Social, não compromete o atendimento. Um relatório será realizado em conjunto pelas duas autoridades sanitárias.
A prefeitura destaca que a identificação do surto foi feita imediatamente após a entrada do primeiro paciente no Pronto Socorro Central, em 30 de setembro, com a determinação da Secretaria de Saúde pela realização de testes em todos os moradores e funcionários do local, e a internação preventiva de outros 14 idosos. Dois encontram-se, ainda, no Hospital Municipal de Cubatão.
Morte e casos
Um idoso de 78 anos que morava no abrigo morreu após ser diagnosticado com Covid-19. Ele e outros 14 idosos do lar testaram positivo para a doença e foram internados. A Secretaria de Saúde já havia informado anteriormente que orientou a OS que administra o abrigo sobre a higienização terminal de todo o lar, utilizando produtos químicos hospitalares para desinfecção dos espaços, o que, segundo a Semas, foi feito.
A pasta também já havia informado que todas as visitas aos idosos estão suspensas por, pelo menos, 15 dias. Todos os colaboradores do abrigo estão sendo testados diariamente antes de assumirem o plantão.
Contaminação
O abrigo para idosos registrou 15 casos positivos de Covid-19, e oito precisaram ser internados em uma UTI devido ao diagnóstico. A identificação dos casos positivos surgiu após um morador do abrigo ser diagnosticado com a doença, no dia 30 de setembro, no Pronto Socorro Central de Cubatão. A Secretaria de Saúde, então, determinou de forma preventiva a realização de testes em todos os moradores, e detectou outros casos no equipamento.
Dos 20 moradores, 15 receberam diagnóstico positivo para a doença. Os testes, do tipo antígeno, foram feitos na sexta-feira (1º). Eles apresentavam dores de cabeça e no corpo, mas sem sintomas respiratórios. Os idosos foram encaminhados ao Pronto Socorro, onde foram novamente testados e passaram por exames.
Ainda de acordo com a prefeitura, em seguida, eles foram preventivamente internados na ala Covid do Hospital Municipal de Cubatão, sendo oito em UTI e sete em enfermaria. O abrigo tem parceria com a prefeitura, e os moradores haviam sido levados para lá recentemente, transferidos de um outro lar para idosos. Procurado pelo g1, o abrigo havia informado que os colaboradores testaram negativo para a doença.
VÍDEOS: As notícias mais vistas do g1
Adicionar aos favoritos o Link permanente.

Os comentários estão desativados.