Banco de Brasília registra pedido de oferta pública de ações na CVM

O Banco de Brasília (BRB) informou nesta quinta-feira, 9, que registrou o pedido de registro de oferta pública de distribuição de ações (IPO, na sigla em inglês) na Comissão de Valores Mobiliários (CVM). O prospecto preliminar aponta que a companhia pretende realizar distribuição primária e secundária de Units. A companhia diz que também pediu a adesão ao segmento Nível 1 de governança corporativa da B3.

O banco é agente financeiro do Distrito Federal e único banco estadual da Região Centro-Oeste. Segundo o prospecto, a instituição busca fortalecer sua participação como banco de varejo e fomento no DF e na Região Integrada de Desenvolvimento do Distrito Federal e Entorno (Ride-DF), contribuindo assim, para o crescimento econômico e o desenvolvimento sustentável das áreas onde opera.

O BRB diz ter gerado o maior lucro líquido recorrente dos últimos anos em 2020, no valor de R$456 milhões de reais, demonstrando um aumento de 10,5% em relação a 2019.

De acordo com o documento, a companhia registrou lucro líquido de R$ 242 mil no segundo semestre deste ano, alta de 21% ante o mesmo período do ano passado. A instituição acumulou patrimônio líquido de R$ 2,334 milhões, ganho anual de 14,2%.

O BRB pretende utilizar os recursos captados na oferta para expansão da carteira de crédito (75%) e investimentos em tecnologia (25%).

A operação será coordenada por Itaú BBA, BTG Pactual e Citi.

O post Banco de Brasília registra pedido de oferta pública de ações na CVM apareceu primeiro em ISTOÉ DINHEIRO.

Adicionar aos favoritos o Link permanente.

Os comentários estão desativados.