Bandeira negra: Secretaria de Saúde decreta suspensão de atendimento no HRSM após incêndio

Após um incêndio atingir o subsolo do Hospital Regional de Santa Maria (HRSM) na tarde desta quinta-feira (9/9), o secretário de Saúde, general Pafiadache, decretou bandeira negra no local. Segundo o Corpo de Bombeiros, o fogo já foi controlado e não há registro de vítimas.

A bandeira negra é decretada em casos excepcionais e significa que o hospital está fechado para receber novos pacientes, ficando suspensas, até segunda ordem, as consultas agendadas. Ao mesmo tempo, o Samu está fazendo avaliação sobre a necessidade, ou não, de se fazer remoção de pacientes para outras unidades.

Ainda segundo os bombeiros, os sistemas preventivos de incêndio (sprinklers) do hospital funcionaram e as esquipes de socorro estão fazendo rescaldo no subsolo. 38 militares, 10 viaturas e uma aeronave foram empregas na ocorrência.

Assustados com a fumaça e as chamas, pacientes foram evacuados momentaneamente da unidade. Ainda não há informações sobre o motivo do início do fogo.

Leia na íntegra nota da Secretaria de Saúde: 

“A Secretaria de Saúde informa que foi decretada bandeira negra, pelo secretário de saúde, general Pafiadache, no Hospital Regional de Santa Maria, em decorrência de incêndio focal, ocorrido no subsolo da unidade hospitalar. Segundo o Corpo de Bombeiros, o fogo já se encontra controlado e não há registro de vítimas.

A bandeira negra é decretada em casos excepcionais e significa que o hospital está fechado para receber novos pacientes, ficando suspensas, até segunda ordem, as consultas agendadas. Ao mesmo tempo, o Samu está fazendo avaliação sobre a necessidade, ou não, de se fazer remoção de pacientes.”

O post Bandeira negra: Secretaria de Saúde decreta suspensão de atendimento no HRSM após incêndio apareceu primeiro em Metrópoles.

Adicionar aos favoritos o Link permanente.

Os comentários estão desativados.