Baterista do Molejo denuncia vizinha por preconceito com filho autista

Rio de Janeiro – O baterista do grupo Molejo, Jimmy, denunciou a sua vizinha por preconceito contra o seu filho, um menino autista de 7 anos. O caso aconteceu no último fim de semana, em um condomínio onde a família mora, na Zona Oeste do Rio.

No boletim de ocorrência registrado pelo músico do Molejo, ele cita que o George, seu filho, foi discriminado por ter autismo. Segundo a família, a suspeita disse que o menino era “doente” e uma “criança com problemas”.


0

A mulher ainda teria perguntado se a criança era “um preto, um pagodeiro e favelado”. Conforme a Polícia Civil, o caso é investigado pela 32ª DP (Taquara). Os envolvidos e testemunhas já foram ouvidos, e o inquérito já foi encaminhado à Justiça.

Pedido de respeito

Em um vídeo divulgado na noite de domingo (12/9), Jimmy aparece com o filho e agradece o apoio que recebeu dos fãs e do apresentador Marcos Mion, que também tem um filho autista. George, de 7 anos, mandou um recado e pediu para que as pessoas evitem o preconceito com  as crianças com autismo.

“Queremos agradecer a todas as bandeiras, a todos que nos apoiaram, ao Mion, que é um artista que ajuda muita gente. Ao grupo Molejo, porque nós somos padrinhos da causa. O George quer mandar um beijo para vocês e mandar uma mensagem”, disse Jimmy.

“Gente, quero falar uma coisa: nós não temos que nos preocupar com o que autista tem. Lembrando que autista não é uma doença, vamos respeitar. #resoeitandoasdiferenças”, disse o menino.

O Grupo Molejo e o Projeto Kephas divulgaram uma nota de repúdio, solicitando que as autoridades competentes se pronunciem. Eles também pediram que providências cabíveis sejam tomadas e que apure com rigor os responsáveis, para que eles sejam indiciados e punidos.

 

Ver essa foto no Instagram

 

Uma publicação compartilhada por MOLEJO (@molejooficial)

O post Baterista do Molejo denuncia vizinha por preconceito com filho autista apareceu primeiro em Metrópoles.

Adicionar aos favoritos o Link permanente.

Os comentários estão desativados.