Belgo Bekaert investirá R$100 mi para expansão em Minas

Prevendo crescimento no mercado de pneus, a Belgo Bekaert irá investir R$100 milhões até o segundo semestre de 2022 nas unidades produtoras de Steel Cord – cabo de ação para reforço do produto para carros e caminhões. As plantas de produção estão nas cidades mineiras de Itaúna, no Centro-Oeste, Vespasiano, Região Metropolitana de Belo Horizonte e Sumaré, em São Paulo.
O anúncio, feito nesta sexta-feira (10/9), integra o plano de crescimento iniciado há três anos em Itaúna. A unidade receberá a maior fatia do bolo, entre 85% e 90% do valor previsto. A primeira etapa deve ser concluída no início de 2022, finalizando o planejamento até dezembro do mesmo ano.
O montante será aplicado na aquisição de uma nova linha de latonagem (cobertura do arame com camada de latão), máquinas de trefilação seca e novos equipamentos para produtos acabados. A aposta está em tecnologia de ponta, com um produto mais resistente, seguro e que contribua com a sustentabilidade.
“Deixando a empresa mais competitiva no mercado global”, destacou o CEO da Belgo Bekaert (que engloba a Belgo-Mineira Bekaert), Ricardo Garcia.

Crescimento do setor

A Belgo Bekaert está de olho nas projeções de crescimento do setor automotivo, com foco, principalmente no mercado de reposição. O aumento da capacidade visa antecipar-se às necessidades do segmento. “Queremos estar prontos para este crescimento”, enfatizou.
Com 90% da distribuição no mercado interno, a empresa é a única a atender a América Latina com a matéria prima. “Com estes novos insumos, nos preparamos inclusive para futuros aumentos de capacidade, consolidando nossa posição de liderança na América Latina”, afirmou o diretor da Belgo-Mineira Bekaert, Luiz Mariani.
Em 2020, a Belgo Bekaert obteve receita operacional líquida de R$ 4,07 bilhões, incremento de 8,8% em relação a 2019. O lucro líquido foi de R$ 523,6 milhões, alta de 51,4% em relação ao ano anterior. 

Sobre a Belgo Bekaert

A Belgo Bekaert atua no Brasil em parceria com a ArcelorMittal. Juntas, elas operam nove fábricas no país. Além da produção de steel cord, a empresa também produz arame de aço em Contagem (MG), Sabará (MG), Osasco (SP) e Feira de Santana (BA).
A empresa é líder brasileira na transformação de arames de aço desde sua criação. Ela atua nos segmentos de agronegócios, cercamentos, construção civil, automotivo, solda, aplicações especiais e indústria petrolífera.
 
*Amanda Quintiliano especial para o EM
 
Adicionar aos favoritos o Link permanente.

Os comentários estão desativados.