Betim revoga decreto que criava o passaporte da vacina obrigatório


Decisão atendeu ao pedido da Abrasel. Os comerciantes que optarem por aderir ao passaporte, devem realizar um cadastro na Procuradoria-Geral do Município. Fachada da Prefeitura de Betim, na Grande BH.
Danilo Girundi / TV Globo
A Prefeitura de Betim, na Região Metropolitana de Belo Horizonte revogou nesta sexta-feira (10) o decreto que criava na cidade o passaporte da vacina obrigatório.
Segundo a administração, a decisão foi com base em uma solicitação da Associação Brasileira de Bares e Restaurantes (Abrasel). O passaporte seria exigido nos estabelecimentos a partir do dia 20, mas, agora será facultativo.
Os comerciantes que optarem por aderir ao passaporte, devem realizar um cadastro na Procuradoria-Geral do Município.
Depois disso, será firmado um termo de ajustamento municipal para que estes locais sejam contemplados com a flexibilização de algumas normas de prevenção à Covid, como, por exemplo, um maior número de pessoas dentro do espaço.
Veja os vídeos mais assistidos do G1 Minas
Adicionar aos favoritos o Link permanente.

Os comentários estão desativados.