Bolsonaro sanciona lei que vai facilitar transporte de cargas no Brasil

Um documento virtual, que tem como função reunir todos os documentos físicos necessários/exigidos para as operações de transporte de cargas no Brasil, foi instituído pelo presidente Jair Bolsonaro (sem partido), nesta segunda-feira (27).

Documento eletrônico visa facilitar carregamento de informações referentes aos transportes  de carga no Brasil – Foto: Gervásio Batista/Agência Brasil/Divulgação/ND

Através da Medida Provisória n° 1.051, o DT-e (Documento Eletrônico de Transporte) foi estabelecido. O anúncio de sua viabilização foi feito pela Secretaria-Geral da Presidência da República.

Nele, serão unificados os seguintes documentos:

  1. Dados da carga;
  2. Local de origem e de destino;
  3. Informações sobre a licença e registro do veículo;
  4. Informações sobre as condições contratuais, sanitárias e de segurança ambiental e comercial do veículo;
  5. Informações sobre o pagamento do valor do frete e dos seguros contratados.

Dessa forma, a versão física desses documentos não serão mais necessárias. Isso porque, com o DT-e, a fiscalização governamental ficará mais ágil e desburocratizada, segundo o Palácio do Planalto.

Atualmente, os motoristas chegam a ficar seis horas parados mostrando toda a documentação para os fiscais. Assim, com a inserção do DT-e, a utilização de meios eletrônicos de fiscalização poderão ser feitas até mesmo com os veículos em movimento, sem prejuízo no trânsito.

Segundo o Ministério da Infraestrutura, o documento eletrônico faz parte do programa nacional “Gigantes do Asfalto”, criado para proporcionar mais qualidade de vida e segurança aos caminhoneiros do país.

*Com informações do Portal R7

Adicionar aos favoritos o Link permanente.

Os comentários estão desativados.