Caminhoneiros desafiam Bolsonaro e mantêm paralisação em 15 estados

Apesar do áudio do presidente Jair Bolsonaro (sem partido) pedindo pelo fim das paralisações, caminhoneiros seguem interditando rodovias pelo segundo dia consecutivo. Segundo o Ministério da Infraestrutura, foram registradas manifestações nesta quinta-feira (9) em 15 estados: Santa Catarina, Rio Grande do Sul, Paraná, Espírito Santo, Mato Grosso, Goiás, Bahia, Minas Gerais, Tocantins, Rio de Janeiro, Rondônia. Maranhão, Roraima, Pernambuco e Pará.

Santa Catarina registrou dois episódios de violência durante os atos: um caminhão que tentou furar o bloqueio foi apedrejado nesta quarta-feira (8). Além disso, a Polícia Militar precisou disparar tiros para o alto para conter alguns caminhoneiros, em vídeo que circula nas redes sociais.

+ Bolsonaro envia áudio a caminhoneiros pedindo para que suspendam bloqueios
+ PSDB anuncia oposição a Bolsonaro e inicia discussão sobre crime de responsabilidade

O ministro da Infraestrutura, Tarcísio Gomes de Freita, confirmou a veracidade do áudio enviado por Bolsonaro, no qual argumenta que a paralisação prejudica a economia. “Ao todo, já foram debeladas 117 ocorrências com concentração de populares e tentativas de bloqueio total ou parcial de rodovias durante as últimas horas”, afirmou o ministério em nota.

Segundo reportagens do R7 e do jornal O Tempo, manifestantes cobram a redução do ICMS, imposto estadual que impacta o preço dos combustíveis, mas também o voto impresso e a renúncia de ministros do Supremo Tribunal Federal (STF). Os atos começaram após as manifestações antidemocráticas realizadas em 7 de setembro.

Líder foragido

Um dos líderes da paralisação, o caminhoneiro bolsonarista Marcos Antônio Pereira Gomes, conhecido como Zé Trovão, divulgou um áudio em que cobra um posicionamento claro do presidente Jair Bolsonaro. Um dos primeiros a convocar as paralisações da categoria, Gomes está foragido da Justiça no inquérito da Procuradoria Geral da República (PGR) que apura ameaças à democracia.

Segundo a CNN, Zé Trovão pode ter deixado o País. Polícia Federal e a Interpol acompanham o caso.

 

Ver essa foto no Instagram

 

Uma publicação compartilhada por Brasil Fede Covid 🇧🇷🦠 (@brasilfedecovid)

As estradas

Segundo a Polícia Rodoviária Federal de Minas Gerais, a BR-381, em Igarapé, no sentido São Paulo, está completamente fechada para qualquer tipo de veículo. Policiais estão negociando a liberação do local com os manifestantes. Na mesma pista, mas no sentido Belo Horizonte, o trânsito é bem lento, mas veículos de passeio e ônibus estão liberados.

Em Minas, caminhoneiros ocupam estradas nas entradas das cidades de Araguari, Caldas Novas, Alto Paranaíba e Divinópolis. A BR-040, na altura de Paracatu, foi liberada nesta manhã (9).

Em São Paulo, houve bloqueio parcial das rodovias Anhanguera, Dutra, Régis Bittencourt e Anchieta-Imigrantes.

Em Santa Catarina, há bloqueio na BR 280 nos km 1,4 e 11 (São Francisco do Sul), 55 (Guaramirim), 121 e 230 (Canoinhas). A BR 116, BR 470 e BR 282 também registram bloqueios, segundo a polícia.

No Rio de Janeiro, há protesto no km 13 da Washington Luís (BR 40), na BR 101 (Itaboraí), BR 493 (Caxias) e na BR-465. Na Bahia, foram bloqueadas duas rodovias federais. Maranhão e Pará ainda registram bloqueios.

Na Bahia, foram bloqueadas duas rodovias federais. Maranhão e Pará ainda registram bloqueios.

O post Caminhoneiros desafiam Bolsonaro e mantêm paralisação em 15 estados apareceu primeiro em ISTOÉ DINHEIRO.

Adicionar aos favoritos o Link permanente.

Os comentários estão desativados.