Caminhoneiros percebem que Bolsonaro não vai decretar estado de sítio

Caminhoneiros que anunciaram estado de sítio devem estar decepcionados
Caminhoneiro que anunciou estado de sítio deve estar decepcionado. Foto: Reprodução

Jair Bolsonaro conseguiu iludir mais um setor, os caminhoneiros. Os patetas que hoje comemoram um falso “estado de sítio” entram na mesma lista de Sara Winter, Zé Trovão e tantos outros.

Incentivados pelo presidente, eles vão às ruas ecoando o discurso de Bolsonaro. Quando a coisa aperta, o mandatário se dissocia deles.

Mais cedo, alguns caminhoneiros comemoraram que Bolsonaro teria finalmente cumprido a promessa. O golpe não veio, no entanto. Eles perceberam isso e agora começaram a liberar as estradas. Sete dos 15 estados com bloqueios já foram liberados.

Leia também:

1 – Diretor de entidade investigada pelo STF ajudou a levar caminhões a ato golpista

2 – Frota diz que Zé Trovão, foragido, está no Panamá

Depois de tanto ameaçar, Bolsonaro foge do pedido de estado de sítio

Depois de tanto tempo ameaçando dar golpe, Bolsonaro fugiu quando seus apoiadores mais pedem a intervenção. Há tempos o “eu autorizo” está na boca de seus apoiadores. Nesta quinta (9), caminhoneiros foram às ruas querendo, claramente, que ele decrete estado de sítio.

Ele não seguiu o tom. Pelo contrário, tenta se dissociar do grupo. Se sentindo traído, Zé Trovão fez questão de lembrar que o apoio ao golpe é a pedido do próprio presidente. “O senhor está nos convocando desde o começo do ano”, diz o foragido.

Adicionar aos favoritos o Link permanente.

Os comentários estão desativados.