Caminhoneiros seguem com protesto na BR-174 pelo segundo dia, em Roraima

Manifestantes estão reunidos no quilômetro 482, região do Água Boa, sentido Sul do estado. Polícia Rodoviária Federal informou que monitora o ato. Caminhoneiros seguem bloqueando um trecho da BR-174 na região do Água Boa, sentido Sul de Roraima, nesta quinta-feira (9). O ato ocorre a favor do governo do presidente Jair Bolsonaro e contra os ministros do Supremo Tribunal Federal (STF).
Pelo 2º dia consecutivo, caminhoneiros bolsonaristas bloqueiam estradas em vários estados
O trecho onde ocorre o protesto fica no quilômetro 482, sentido Sul do estado. Os manifestantes disseram que o ato é em apoio ao que foi defendido nos manifestos de 7 de Setembro, a favor do presidente e pela redução de impostos sobre o preço dos combustíveis. Há manifestação de caminhoneiros bolsonaristas por todo o país.
A Polícia Rodoviária Federal (PRF) informou que monitora o protesto e que veículos de carga não são autorizados a passar pela rodovia. No entanto, o trânsito é permitido nos dois sentidos da pista para veículos com carga perecível, carro de passeio e ônibus.
As interdições continuam mesmo após o presidente Jair Bolsonaro gravar um áudio pedindo aos caminhoneiros que liberem as estradas do país. Na gravação, Bolsonaro diz que a ação “atrapalha a economia” e “prejudica todo mundo, em especial, os mais pobres”.
Em Roraima, a manifestação iniciou por volta de 16h dessa quarta-feira (8). A BR-174 é a rodovia que liga Boa Vista a Manaus, no Amazonas, e por onde entram cargas com mercadorias, alimentos e combustível no estado. Em Boa Vista o litro da gasolina chega ao consumidor por até R$ 5,69.
Adicionar aos favoritos o Link permanente.

Os comentários estão desativados.