Casal da área da saúde decide adaptar carro e embarca em viagem sem destino: ‘Hora de realizar esse sonho’


Raíssa Pereira e Vinícius Riella vivem em Sorocaba (SP) e pretendem viajar por um ano. Eles adaptaram um carro com uma cama no teto, painel solar, geladeira, fogão, tudo para ter conforto como se estivessem em casa. Casal de Sorocaba decide adaptar carro e embarca em viagem sem destino
Mirela Carvalho/Arquivo Pessoal
A realização de um sonho que exige coragem para se arriscar e coração aberto para se aventurar pelo mundo afora foi a escolha de um casal de Sorocaba (SP) durante a pandemia. Ambos trabalhavam na área da saúde e decidiram adaptar um jipe para fazer uma viagem sem roteiro prévio.
Ao G1, a fisioterapeuta Raíssa Pereira, de 29 anos, e médico anestesista Vinícius Riella, de 39, contaram que algumas das motivações para enfrentar uma viagem como essa é poder conhecer outros lugares, pessoas e viver a experiência de forma intensa.
Para isso, eles compraram um jipe e contrataram uma empresa que fez adaptações no carro, como instalação de painel de energia solar, geladeira, fogão, e até uma cama no teto, tudo para ter o conforto como se estivessem em casa. O carro ganhou o nome de “Tapioca” e levou cerca de três meses para ficar pronto.
“A gente já tinha mais ou menos uma noção do que queríamos fazer no carro. Tudo foi pensado para ser prático e não ficar pesado. Isso vai nos ajudar a fazer uma viagem mais barata também, para dormir e fazer as refeições”, explica Raíssa.
Raíssa e Vinícius embarcam em viagem nesta semana
Arquivo Pessoal
Os dois se conheceram há pouco mais de três anos e se casaram na pandemia, em novembro de 2020. Na época, não houve festa com todos os amigos e familiares por causa do risco de contágio do coronavírus.
Após um período, Raíssa desenvolveu uma depressão e precisou aprender a lidar com a doença. A ideia de fazer a viagem surgiu durante uma conversa dela com a mãe sobre o que lhe impedia de realizar esse sonho. Vinícius topou assim que recebeu a proposta, sem pensar duas vezes.
“Todo mundo achou que a ideia foi minha porque eu já sou maluco. Não vai ser a minha primeira viagem, já fiz uma durante nove meses de bicicleta. Passei por alguns locais do Brasil, Chile, Uruguai e depois ela foi me encontrar na Argentina. A gente se conheceu poucos meses antes de eu viajar”, lembra Vinícius.
Vinícius durante a viagem de bicicleta por países da América do Sul
Arquivo Pessoal
A primeira viagem de Vinícius ocorreu no período de maio de 2019 a fevereiro de 2020. Logo depois, começou a pandemia e ele voltou a trabalhar como médico anestesista em Sorocaba, no processo de intubação de pacientes com Covid-19.
Já Raíssa trabalhava como fisioterapeuta na UTI Neonatal de um hospital e recentemente abriu uma empresa, também na área de fisioterapia. Tanto Raíssa quanto Vinícius saíram dos empregos por causa da viagem e planejam voltar renovados com a aventura.
Casal de Sorocaba planejou viagem para o período de um ano
Mirela Carvalho/Arquivo Pessoal
‘Hora de realizar esse sonho’
O casal explica que pretende passar um ano viajando. Um dos planos é conhecer alguns lugares do Brasil, países da América do Sul e também o México, na América do Norte. Porém, tudo será decidido no decorrer da viagem.
“Eu acho que vai ser incrível. A gente vai passar perrengue, vão ter dias que vamos ter problemas, é tudo meio incerto. Há alguns medos, mas vamos tirar de tudo uma lição. Também vamos aproveitar para nos conhecermos mais”, conta Raíssa.
Casal de Sorocaba embarca em viagem sem destino em um jipe
Para eles, a parte mais difícil será a saudade da família e ficar distante de casa. No entanto, todos os parentes apoiaram o sonho do casal.
Os dois também criaram um perfil na internet para compartilhar a viagem com os seguidores e também inspirar outras pessoas que pensam em fazer o mesmo, mas não sabem por onde começar.
“Tem muita gente interagindo com a gente. É muito gostoso ver as mensagens de apoio, a curiosidade. Vamos tentar compartilhar tudo da viagem. Vai ser um desafio porque eu morro de vergonha de fazer vídeo”, conta Raíssa.
Carro de casal ganhou o nome de Tapioca
Mirela Carvalho/Arquivo Pessoal
Ainda faltam alguns ajustes no carro, mas a previsão de saída de Sorocaba é nesta semana. Para eles, será uma experiência inesquecível.
“Quando a gente abre mão de algumas escolhas, você vê que há coisas legais na viagem, conhece gente simples, troca alguns confortos para ter outras vivências. É libertador”, detalha Vinícius.
Carro foi adaptado para viagem
Arquivo Pessoal
Veja mais notícias da região em G1 Sorocaba e Jundiaí
VÍDEOS: assista às reportagens da TV TEM
Adicionar aos favoritos o Link permanente.

Os comentários estão desativados.