Casamento surpresa: VÍDEO mostra o momento em que arquiteto anuncia, no altar, a troca de noivo

Eder Meneghine se desentendeu com o ex-parceiro faltando menos de 24 horas para a cerimônia. Pra surpresa de todos os convidados, ele decidiu se casar com o ex-namorado, o chefe de cozinha Hugo Oliveira. Arquiteto do Rio troca de noivo na véspera do casamento e surpreende os convidados
Um vídeo exclusivo do casamento de Eder Meneghine, de 60 anos, o arquiteto que decidiu trocar de noivo na véspera da cerimônia, mostra o exato momento em que ele anuncia para os convidados que seu futuro marido seria o chefe de cozinha Hugo Oliveira, de 44 anos, e não mais o mineiro Dyl Reis, de 23, como todos esperavam.
O comunicado foi feito já no altar, diante dos 120 convidados, no restaurante Solar das Palmeiras Rio, na Ilha da Gigóia, Zona Oeste da cidade, na última terça-feira (7).
“Eu errei 20 anos na minha vida. E errei 20 anos numa coisa que poderia ter dado realmente certo. Eu tive que trocar os documentos e avisar vocês o seguinte: Eu troquei de noivo. Mas eu troquei de noivo de ontem pra hoje. Ontem, às 20h da noite, eu troquei de noivo. Porque às 20h da noite eu percebi que aquela pessoa que estaria aqui agora casando comigo não seria a pessoa da minha vida. Então eu não hesitei. Eu simplesmente troquei. Mas eu vou casar hoje porque eu preciso casar aos 60 anos. Chegou a hora de casar. Então, supreendentemente, eu convidei o Hugo pra casar comigo”, disse Eder, antes da entrada do futuro marido na festa.
Arquiteto do Rio troca de noivo na véspera do casamento
Diana Brizzi / I9 Foto e Vídeo
Além do espanto pela novidade, muitos convidados acreditaram que aquilo era uma brincadeira do arquiteto. Contudo, assim que Hugo entrou no corredor em direção ao altar, o local foi tomado por uma grande emoção.
“Foi uma surpresa. Eu fiquei em choque porque estava todo mundo esperando a entrada do noivo, quando ele falou na frente de todos que ia trocar. Do jeito que ele disse, todo mundo achou que ele estivesse brincando. Mas eu achei a atitude dele muito legal de ter feito esse convite para o Hugo. E da forma que tudo aconteceu, ele saiu super bem da situação. Foi muito inusitado, acho que ninguém saberia como reagir numa hora dessas. Mas é o Eder, uma figura excêntrica, e que teve uma atitude muito legal”, comentou Patrick Falkenburg, um dos padrinhos.
Por mais de dois meses, Eder, que também é dono de restaurantes e locais para eventos, organizou a festa dos seus sonhos. Ele gastou mais de R$ 250 mil com decoração, estrutura e serviços. Entre os convidados, figuras conhecidas da high society carioca, como a socialite Vera Loyola, o cineasta Neville D’Almeida, a drag Isabelita dos Patins e a baronesa Bete Suzano.
A drag Isabelita dos Patins ficou responsável por levar as alianças para os noivos
Diana Brizzi / I9 Foto e Vídeo
“Eu pensei que já tivesse visto de tudo na vida, mas igual a esse casamento nunca. Ele teve uma premonição e apareceu um anjo pra ele durante um sonho e ele acordou e reconheceu que o verdadeiro marido era o Hugo. Por que que iria casar com outra pessoa que não fosse o Hugo? O casamento foi muito emocionante. O chapéu que eu estava usando chegou até a voar de tanta emoção. Realmente foi uma coisa inédita e sensacional. No fim, foi um livramento pra ele. Era a pessoa que realmente ele deveria ter se casado. Como madrinha, eu estou muito feliz”, contou Vera Loyola.
A troca inusitada
Além de arquiteto e decorador, Eder também trabalha organizando eventos em seus restaurantes. No planejamento para a festa de casamento, ele fez questão de oferecer o melhor para seus convidados.
Além da decoração com lustres de Baccarat, porcelana chinesa e leões de pedra polida, os convidados desfrutaram de um buffet com camarões, salmão e paella. O bolo da festa tinha o formato de abacaxi, com 3 andares e um topo com plumas de avestruz albino. Segundo o arquiteto, os garçons serviram mais de 100 garrafas de champanhe.
O bolo da festa tinha o formato de abacaxi, com 3 andares e um topo com plumas de avestruz albino
Diana Brizzi
Os preparativos para o grande dia já estavam quase prontos, quando Eder e Dyl Reis tiveram um desentendimento que motivou a separação repentina. Segundo o arquiteto, alguns problemas graves impediram a sequência do relacionamento.
“Eu o conhecia relativamente muito pouco. A gente se gostava, e eu o levei para morar comigo na minha casa. Com o tempo, eu tive essa vontade de fazer essa festa de casamento, como eu já fiz para muitas pessoas, vários artistas. E eu falei com ele: ‘Vamos casar?’. Só que ele tem 23 anos e eu tenho 60. Eu tinha a intenção de ser feliz. E eu achava que fosse ser”, revelou.
Após o rompimento às 20h do dia anterior ao casamento, Eder não desanimou e manteve a festa e a cerimônia. Faltava então conseguir outro noivo…
O chefe de cozinha Hugo Oliveira na festa de seu casamento
Arquivo pessoal
…foi aí que ele procurou um antigo namorado, o chefe de cozinha Hugo Oliveira, com quem sempre manteve um contato como amigo.
Eder revelou que, apesar de não ter sido planejado, o pedido de casamento foi um momento especial e de muita cumplicidade. Para ele, era hora de valorizar quem sempre esteve por perto. O noivo contou que pensou até mesmo na garantia de direitos para os casais homossexuais e como aquilo seria importante para ele e o futuro marido.
“Por que não casar com essa pessoa que sempre foi correta comigo e garantir para ele direitos civis que ele merece? Por que não garantir um futuro de qualidade? Na verdade, não é que ele seja o grande amor da minha vida, mas eu descobri naquele momento de dificuldade que eu tinha na figura do Hugo Oliveira o maior amigo e parceiro de toda minha vida. E eu nunca dei pra ele a oportunidade que ele merecia”, disse Eder.
‘Felicidade única’, diz convidado
Como todos os presentes celebrando a troca de noivo, a festa aconteceu em um clima único, segundo o padrinho Falkenburg.
“Além da surpresa, as pessoas ficaram muito felizes porque sabem que eles já tinham uma história de muitos anos e se davam muito bem. A vibe da festa estava muito agradável e a festa não poderia parar. Além de tudo muito bem preparado, tudo muito bem servido, um casamento top, teve esse momento de felicidade única”, disse Patrick Falkenburg.
Arquiteto do Rio troca de noivo na véspera do casamento e surpreende os convidados
E a sensação de alegria não ficou restrita aos convidados da festa. Até mesmo os profissionais que estavam trabalhando no evento também se emocionaram.
Para a fotógrafa Diana Brizzi, que estava no local para registrar os detalhes da cerimônia, também foi difícil conter a emoção.
“Eu trabalho há muitos anos com casamento e já vi de tudo, mas foi a primeira vez que eu vi alguém trocar de noivo assim muito rápido. Foi muito inusitado. As pessoas ficaram muito emocionadas. Todos os convidados se levantaram chorando”, comentou Diana.
Passado o calor dos acontecimentos, Eder Meneghine conseguiu tirar um ensinamento de toda a confusão pré-casamento. Segundo ele, muitas pessoas passam por situações de insegurança na busca por aceitação e acabam não valorizando as pessoas que realmente foram importantes.
“Se eu puder inspirar outras pessoas com a minha história, eu vou ser realizado. Nunca passem pelo que eu passei. Porque eu fui bom, honesto, carinhoso, companheiro e na verdade encontrei uma pessoa que não teve a visão como a minha. As pessoas às vezes só pensam em se favorecer diante de uma relação com o outro”, disse.
Eder Meneghine e Hugo Oliveira se casaram na última terça-feira (7)
Diana Brizzi / I9 Foto e Vídeo
“Eu fiquei feliz com a adesão dos amigos, com a festa, com a decisão do Hugo. E na verdade, eu não sou uma pessoa que acredita em Deus, mas eu vou dizer do fundo do coração: Mesmo que você queira desenhar o seu caminho, o seu destino, você não é nada se não tiver nas mãos de uma força superior. Nenhum escritor de novela escreveu um enredo como esse”, completou o mais novo casado do Rio de Janeiro.
Adicionar aos favoritos o Link permanente.

Os comentários estão desativados.