Cerrado enfrenta maior número de incêndios em nove anos

De 1970 até 2018, o Cerrado já perdeu metade da vegetação original, mais do que na Amazônia, onde a perda foi de 20%. Cerrado enfrenta o número mais alto de queimadas dos últimos 9 anos
No Dia Nacional do Cerrado, o segundo maior bioma do país enfrenta o número mais alto de queimadas dos últimos nove anos. O Cerrado é fundamental para garantir água para a geração de energia.

Não por acaso o Cerrado é chamado de o berço das águas e tem tantas cachoeiras. Nesse bioma, o segundo maior do país, atrás apenas da Amazônia, nascem oito das 12 bacias hidrográficas brasileiras.
“Ele é importantíssimo para muitos estados brasileiros. Como o coração do Brasil é o Planalto Central, é uma região alta e central, ele funciona mais ou menos como um grande guarda-chuva, não só para o Brasil, mas para o continente sul-americano”, diz o pesquisador em hidrologia da Embrapa Cerrados, Jorge Werneck.
No Cerrado nascem córregos que dão volume a grandes rios, como o São Francisco e o Paraná. Dois cursos de água importantes para geração de energia elétrica. Por isso, o bioma é fundamental para evitar racionamento de água e energia no Brasil.
“Hoje, boa parte do Brasil quando abre a torneira e sai água da torneira tem de agradecer ao bioma Cerrado. Exatamente por esse papel que ele tem de distribuição de abastecimento de grandes bacias hidrográficas”, afirma a professora do Departamento de Ecologia da UnB, Mercedes Bustamante.
Mas esse equilibro está ameaçado por conta da ação humana. De 1970 até 2018, o Cerrado já perdeu metade da vegetação original, mais do que na Amazônia, onde a perda foi de 20%.
O fogo, na maioria das vezes provocado pelo homem, é um grande inimigo do Cerrado. Neste ano, são mais de 30 mil focos de incêndio, 30% a mais que no mesmo período do ano passado e o maior número nos últimos nove anos. Segundo os dados do Instituto Nacional de Pesquisas Espaciais, o Inpe, o bioma sofre ainda com um outro problema: o desmatamento. É a vegetação dando lugar à criação de gado e produção de grãos.
“O maior caso na perda do Cerrado é a expansão agropecuária. O Cerrado tem essa característica de ser muito direcionado para produção agrícola e é o que vem causando esse desmatamento”, disse Edegar de Oliveira Rosa, diretor da WWF-Brasil

Adicionar aos favoritos o Link permanente.

Os comentários estão desativados.