Com manifestações, Esplanada volta a ficar fechada neste domingo (12)

Dois grupos, um contrário e outro a favor do governo federal, fizeram cadastro junto à Secretaria de Segurança Pública do Distrito Federal (SSP-DF) para realização de manifestações neste domingo (12/9). Eles vão se reunir entre o Museu da República e a Avenida José Sarney, paralela à Avenida das Bandeiras, porém em horários distintos.

A concentração do movimento a favor do governo do presidente Jair Bolsonaro (sem partido) está prevista para às 9h, com dispersão às 14h. A manifestação contra o governo federal começará às 15h e tem término previsto para 19h. Os atos serão acompanhadas pela Polícia Militar do Distrito Federal (PMDF).

Por questões de segurança, conforme já vinha sendo adotado em outros protestos do tipo, o acesso à Praça dos Três Poderes estará restrito. As vias N1 e S1, na Esplanada dos Ministérios – entre a Catedral e a Avenida José Sarney – serão interditadas para o trânsito de veículos a partir de 6h, até o último grupo de manifestantes se dispersar.

A área central de Brasília permanece sob monitoramento da Secretaria de Segurança Pública e forças de segurança locais, por meio do Centro Integrado de Operações de Brasília (Ciob) e equipes em campo. Segundo a SSP, o policiamento na região será reforçado.


0

Manifestações

A área central de Brasília volta a ser palco de manifestações neste domingo após os seis dias de ocupação da Esplanada dos Ministérios pelos grupos a favor do governo, na semana do feriado de 7 de Setembro.

A entrada de automóveis fora proibida no domingo passado (5/9), para garantir a segurança durante os atos. Porém, na segunda-feira (6/9), manifestantes pró-Bolsonaro furaram o bloqueio e entraram com caminhões e ônibus no local. Eles permaneceram na Esplanada até essa sexta (10/9).

Do outro lado, o Movimento Brasil Livre (MBL) e o Vem Pra Rua miram em um ato unificado neste domingo (12/9), em defesa do impeachment do presidente. Apesar disso, eles querem manter a pauta “Nem Lula nem Bolsonaro” em suas agendas.

Após relutância de segmentos da esquerda em aderir às manifestações, os movimentos retiraram o slogan das convocações oficiais, em uma tentativa de poupar o ex-presidente Luiz Inácio Lula da Silva (PT) e angariar mais apoio, mas seguem defendendo uma alternativa a Lula e Bolsonaro, por considerá-los “opostos complementares”.

Segundo a porta-voz do Vem Pra Rua, Luciana Alberto, a pauta anti-Lula e anti-Bolsonaro deve retornar em manifestações futuras. “Para domingo, foi determinado um grito de Fora Bolsonaro em uníssono. O Vem Pra Rua mantém ainda sua pauta original de ‘Nem Lula nem Bolsonaro’, porém neste domingo do dia 12 o nosso grito será ‘Fora, Bolsonaro’, apesar de mantermos nossa pauta ainda em atividade”, diz.

O post Com manifestações, Esplanada volta a ficar fechada neste domingo (12) apareceu primeiro em Metrópoles.

Adicionar aos favoritos o Link permanente.

Os comentários estão desativados.