De cachoeira a happy hour: 6 atividades para aproveitar a seca no DF

A chegada do mês de setembro trouxe consigo o período de estiagem que antecede a primavera. Mas, nem só de calor intenso, lábios rachados e dificuldade para respirar vive esta temporada. Com menos nuvens no céu, a paisagem se colore de um alaranjado exuberante, e abre caminhos para programações regadas a bons mergulhos em toda a região que emoldura a capital federal.

Com a falta das chuvas, confira as melhores alternativas no Distrito Federal para driblar o calor e a secura. Separe garrafinha de água, protetor labial e filtro solar e escolha o tipo de programação que tem mais a ver com o seu estilo:

1. Yoga e som do B Hotel

Com o céu de Brasília e vista para o eixo Monumental como pano de fundo, o B Hotel anuncia o retorno da programação de aulas de yoga no rooftop do espaço. Após a prática, a experiência de relaxamento e bem-estar inclui um delicioso café da manhã no restaurante térreo. No menu, apenas ingredientes frescos, livres de agrotóxicos e cultivados na hora do hotel.

As aulas de yoga serão oferecidas todos os sábados do mês de setembro, às 8h. A proposta, com uma hora de duração, é gratuita para hóspedes e aberta ao público mediante reservas junto à instrutora de yoga Andrea Hughes. Informações e reservas pelo telefone (61) 9 8168-0220.

Ao cair da tarde, o rooftop com vista privilegiada para o entardecer brasiliense ganha um charme a mais regado à boa música. Durante todo o mês de setembro, sempre às sextas e sábados a partir das 18h, diferentes DJ’s se alternarão para agitar ainda mais a noite dos presentes com uma programação bem variada, com MPB, RnB, Jazz, House e Soul.

Aos domingos, o espaço oferece um serviço de brunch que leva a assinatura do chef Jean-Yves Poirey. A proposta expõe uma explosão de sabores que se traduz em grande variedade de receitas clássicas francesas com uma pitada de elegância, “brasilidade” e contemporaneidade.

O Brunch do B será servido sempre aos domingos já a partir do próximo dia 19 de setembro, no Restaurante Térreo, das 11h às 15h. Para o público externo a experiência custa R$ 190 por pessoa. No caso dos hóspedes, o serviço estará incluso em reservas superiores a duas ou mais noites durante o fim de semana.

2. Tarde cultural no CCBB

CCBB Brasília

Famoso por abrigar diversos tipos de manifestações culturais, o Centro Cultural Banco do Brasil (CCBB) também é um ponto privilegiado para quem quer curtir a paisagem multicolorida que compõe o entardecer nesta época do ano.

O espaço é um dos que mais recebe visitantes para curtir os dias ensolarados para curtir com a família, vivenciar um roteiro romântico ou aproveitar um piquenique entre amigos. Além disso, o prédio com projeto paisagístico de Alba Rabelo Cunha oferece uma rica programação de exposições, peças de teatro, mostras de cinema e fotografia.

Estão em cartaz a exposição Egito Antigo: do Cotidiano à Eternidade, e Imago — com o acervo de pinturas do artista brasiliense Taigo Meireles. Há ainda apresentações de teatro e exibições de cinema. Confira a programação completa no site e reserve seu horário de visita.

3. Banho de cachoeira

Dentro e fora do quadrilátero que emoldura o DF, se espalham diversos atrativos da fauna e da flora, que crescem ao redor de pequenas nascentes e cachoeiras de água gelada.

Veja uma lista de cachoeiras para programar uma visita no próximo fim de semana:


0

4. Por do sol na Praça do Cruzeiro

Do ponto mais alto da capital federal foi celebrada a primeira missa brasiliense. O marco para a cidade também é um dos locais favoritos dos brasilienses para contemplar a dança de cores e nuances que os raios de sol desenham no horizonte ao se despedir do dia. Por lá, famílias, casais e amigos aproveitam momentos de lazer ao ar livre.

pessoas embaixo de árvore

5. Tirar fotos com os ipês

Com características quase poéticas, as árvores de ipê são a paixão do brasiliense — talvez pela resiliência de florescer na seca e trazer um colorido especial à paisagem coberta de tons alaranjados.

Neste mês de setembro, as flores brancas da espécie estão cobrindo as ruas do Plano Piloto e o passeio certamente é um agrado ao olhar. Vale a visita e também vários cliques para atualizar o feed do Instagram.

As flores tingiram a paisagem de branco na Asa Sul
6. Esportes aquáticos

Carinhosamente chamado de mar de Brasília, os moradores do DF sabem bem aproveitar as águas do Lago Paranoá. Além do clássico passeio de lancha, o espaço também é o espaço propício para a prática de mais de 10 modalidades de esportes.

Entre eles, estão aqua bike, flyboard, mergulho e canoagem. As modalidades são ideais para quem busca se refrescar durante a seca, entrar em contato com a natureza e, sobretudo na pandemia de Covid-19, praticar atividades ao ar livre, ambiente menos propenso para a disseminação da doença. Veja onde praticar os esportes nesta matéria. 

Quer ficar por dentro das novidades de astrologia, moda, beleza, bem-estar e receber as notícias direto no seu Telegram? Entre no canal do Metrópoles: https://t.me/metropolesastrologia.

O post De cachoeira a happy hour: 6 atividades para aproveitar a seca no DF apareceu primeiro em Metrópoles.

Adicionar aos favoritos o Link permanente.

Os comentários estão desativados.