Decreto vai priorizar abastecimento de ambulâncias nos postos em SC

O governo de Santa Catarina informou, nesta quinta-feira (9/9), que vai instaurar um decreto para que veículos de saúde, como ambulâncias e viaturas, tenham prioridade no abastecimento em postos de gasolina.

O anúncio foi feito pelo governo nas redes sociais durante esta manhã, em meio à ameaça de greve dos caminhoneiros. Segundo o Ministério da Infraestrutura, manifestantes bloquearam diversas rodovias federais durante esta madrugada. Ao menos 15 estados têm estradas interditadas.

O decreto de Santa Catarina busca evitar problemas na distribuição de vacinas contra a Covid-19 aos municípios. Além disso, o estado criou, na madrugada de quarta-feira (8/9), um Centro de Controle e Operações para “planejar e executar ações visando a manutenção dos serviços essenciais face à existência de bloqueios em rodovias”.


0

De acordo com nota divulgada durante esta manhã, o sistema de saúde pública já foi “negativamente afetado” pelas manifestações.

“O Centro de Controle e Operações atuará em diversas frentes para minimizar os impactos à população, inclusive na fiscalização de preços, para evitar majoração indevida, sobretudo nos supermercados e postos de combustíveis”, informou o governo.

Além disso, o secretário de Saúde de Santa Catarina, André Motta Ribeiro, determinou, nesta quinta-feira, o cancelamento de viagens administrativas e deslocamentos “não essenciais” nos veículos oficiais do estado.

 

Decreto do governo do Espírito Santo prevê prioridade ao abastecimento de ambulâncias nos postos de gasolina, devido aos bloqueios de rodovias federais por caminhoneiros
Decreto do governo do Espírito Santo prevê prioridade ao abastecimento de ambulâncias nos postos de gasolina, devido aos bloqueios de rodovias federais por caminhoneiros
Crise no abastecimento

Com os bloqueios, alguns postos de gasolina começaram a ficar sem combustíveis ainda durante a noite de quarta-feira. Agentes monitoraram a liberação de seis pontos, mas 15 estados ainda apresentam interdições ou tentativas de paralisação em rodovias federais.

Ainda há bloqueios em Santa Catarina, Rio Grande do Sul, Paraná, Espírito Santo, Mato Grosso, Goiás, Bahia, Minas Gerais, Tocantins, Rio de Janeiro, Rondônia, Maranhão, Roraima, Pernambuco e Pará.

De acordo com a Polícia Rodoviária Federal, a única rodovia federal ainda completamente interditada é a BR-174, em Roraima.

Segundo o Ministério da Infraestrutura, o trânsito de caminhões foi liberado pela Polícia Rodoviária Federal na BR-040/Minas Gerais, BR-116/Rio de Janeiro (Dutra/Barra Mansa), BR-040/Rio de Janeiro (Reduc), BR-101/Espírito Santo, BR-376/Paraná e BR-153/Goiás (Anápolis).

O Metrópoles procurou o Ministério da Saúde para verificar se a pasta já recebeu alguma notificação ou pedido de suporte na distribuição de vacinas contra a Covid aos municípios. O órgão não havia respondido a demanda até a publicação deste texto. O espaço segue aberto.

No entanto, em conversa com integrantes da pasta, a reportagem apurou que o órgão não foi informado oficialmente de nenhum caso de desabastecimento.

O ministério, no entanto, está em contato com o Conselho Nacional de Secretários Estaduais de Saúde (Conass) para avaliar a situação nos estados.

A distribuição de vacinas aos estados e ao Distrito Federal é feita pelo Ministério da Saúde por meio de transporte aéreo. No entanto, ao chegar às capitais, os imunizantes são distribuídos aos municípios, sob a administração das secretarias estaduais de cada região.

O post Decreto vai priorizar abastecimento de ambulâncias nos postos em SC apareceu primeiro em Metrópoles.

Adicionar aos favoritos o Link permanente.

Os comentários estão desativados.