Delon e o cinema francês se despedem de Belmondo em igreja de Paris

Uma longa de lista de estrelas do cinema francês, com Alain Delon à frente, se despediu nesta sexta-feira (10) do ator Jean-Paul Belmondo na igreja de Saint-Germain-des-Près de Paris, onde aconteceu o funeral.

A cerimônia, reservada para a família de Belmondo e os amigos, provocou a presença de muitos fãs na entrada do templo.

Jean-Paul Belmondo, lenda do cinema francês, faleceu na segunda-feira aos 88 anos, após seis décadas de carreira. O presidente francês, Emmanuel Macron, liderou uma homenagem nacional solene na quinta-feira.

O público que compareceu nesta sexta-feira a Saint-Germain-des-Près aplaudiu durante quatro minutos a chegada do caixão de “Bébel”. E uma vez dentro da igreja, por iniciativa do cineasta Claude Lelouch, os presentes voltaram a saudar com aplausos emocionados o astro de filmes como “Acossado”.

“Bébel” “Bébel” gritaram alguns fãs.

O maior astro no funeral foi Alain Delon, que protagonizou vários filmes com Belmondo.

Delon, três anos mais jovem que Belmondo, estava acompanhado pelo filho Anthony.

A multidão saudou o ator. “A presença de Alain Delon é reconfortante, nos ajuda a não estar totalmente tristes”, afirmou Rita, uma das fãs atrás das barreiras de segurança.

Outras personalidades presentes foram os atores Pierre Richard, Jean Dujardin, Béatrice Dalle, Véronique Jannot, Danny Boon, além de Thierry Frémaux, delegado geral do Festival de Cannes.

A homenagem nacional a Belmondo de quinta-feira aconteceu no no pátio do Palácio dos Inválidos, um local histórico em Paris, reservado para grandes personalidades e grandes ocasiões.

O evento contou com a presença de uma banda militar e um discurso do presidente Macron, que recordou que Belmondo encarnou uma França “feliz” e que todos os franceses se sentiram representados por seu sorriso e simpatia.

Adicionar aos favoritos o Link permanente.

Os comentários estão desativados.