Desempregada, dona da casa destruída por ônibus busca reparação para danos de seu único bem: ‘Não sobrou nada”, diz


Luíza Oliveira, de 27 anos, alugava imóvel para tia para usar dinheiro para pagar residência maior, onde vive com filha. Ela disse que geladeira, fogão e televisor foram destruídos, na sexta, em Paulista, no Grande Recife. Ônibus que invadiu casa em Paulista é retirado; Residência atingida ficou completamente destruída
Bruno Fontes/TV Globo
A dona da casa destruída por um ônibus na sexta-feira (10), em Paulista, no Grande Recife, busca apoio para conseguir a reparação dos danos e reerguer a moradia, onde moravam parentes. Desempregada, Luiza Luana de Oliveira, de 27 anos, tem uma filha e viu o seu único bem desmoronar. “Não sobrou nada”, disse.
Luíza Luana Oliveira disse que que um acordo “justo” para reparar os danos
Reprodução/TV Globo
O acidente aconteceu no bairro de Arthur Lundgren 2 e deixou sete pessoas feridas, incluindo o morador da residência atingida, que precisou ser resgatado dos escombros.
O homem resgatado é casado com a tia de Luiza Luana. Ela contou ao G1, ao telefone, que a casa que foi destruída era um meio de conseguir dinheiro.
Ônibus destruiu parte da residência na qual colidiu no bairro de Artur Lundgren, em Paulista
Bruno Fontes/TV Globo
“Era minha única casa. Tinha um quarto. Como tenho uma filha, pegava o dinheiro do aluguel e usava para pagar pela outra casa onde moro, que tem dois quartos”, declarou.
Luana disse que o morador estava sozinho no momento do acidente. “Graças a Deus, minha tia tinha ido dormir na casa de uma filha dela, perto dali. Eles perderam geladeira, fogão e televisor”, afirmou.
Ônibus invade casa e deixa feridos em Paulista
Depois o acidente, Luiza Luana procurou os donos da empresa de ônibus que destruiu a casa. O veículo foi retirado de dentro da casa por volta das 13h, após um poste, também atingido na batida, ser escorado (veja vídeo acima).
O coletivo é do Consórcio Conorte, que informou que o motorista também precisou ser socorrido.
A dona da casa disse que o imóvel estava à venda e teria sido avaliado por R$ 40 mil. “Eu disse ao pessoal da empresa que poderiam me pagar R$ 30 mil, bem menos. Eles disseram que daria para reconstruir por R$ 9 mil”, afirmou.
Para Luiza Luana, é preciso chegar a um acordo “justo” para os dois lados. “Eu quero um dinheiro que seja justo. Não posso ficar nesse prejuízo”, disse.
Batida
Ônibus invade casa após motorista perder o controle da direção, em Paulista
Testemunhas contaram que o ônibus trafegava pela Rua Surubim, que é uma ladeira, e bateu na residência, localizada perto de um posto de saúde. Não foi informado se houve um problema mecânico ou se o motorista perdeu o controle (veja vídeo acima).
Várias pessoas estavam na rua no momento do acidente, aguardando a abertura da unidade de saúde. Uma das mulheres que estava na fila contou à TV Globo que o motorista “foi um herói” e que o ônibus estava tombando, só parando ao atingir a casa.
Por meio de nota, o Consórcio Conorte informou que enviou equipes de apoio para prestar assistência aos feridos e que vai apurar as causas do acidente. O veículo fazia a linha Arthur Lundgren II/TI Pelópidas.
Segundo o Corpo de Bombeiros, uma mulher de 52 anos teve um ferimento profundo na perna direita e escoriações na face, sendo socorrida ao Hospital da Restauração, no bairro do Derby, no Centro do Recife.
O morador da residência foi retirado dos escombros consciente e orientado, mas reclamou de dores nas pernas, disseram os Bombeiros.
Identificado como Pedro Alves Monteiro, de 48 anos, o homem foi levado para pelo Serviço de Atendimento Móvel de Urgência (Samu) para o Hospital Miguel Arraes, também em Paulista, e estava na Sala Vermelha.
Seis dos feridos foram socorridos pelo Samu, incluindo o motorista do coletivo. Foram também levadas para o Miguel Arraes, além do morador, duas mulheres de 54 anos.
Para a Unidade de Pronto Atendimento (UPA) de Igarassu foram um homem de 39 anos, uma mulher de 30 e uma idosa de 69 anos. Os nomes não foram divulgados.
Veja vídeos de PE mais assistidos em sete dias
Adicionar aos favoritos o Link permanente.

Os comentários estão desativados.