DF: após conter incêndio, Hospital de Santa Maria retoma atendimento

Com a situação normalizada após um princípio de incêndio atingir o subsolo do Hospital Regional de Santa Maria (HRSM), o secretário de Saúde, general Manoel Pafiadache, determinou a retirada da bandeira negra decretada na tarde dessa quinta-feira (9/9). O atendimento aos pacientes no pronto-socorro adulto foi normalizado, e aqueles que têm consultas agendadas podem comparecer normalmente para serem atendidos no Ambulatório.

O secretário de Saúde visitou o HRSM, na manhã desta sexta-feira (10/9), e conferiu a retomada dos atendimentos. Os serviços da emergência foram suspensos após um princípio de incêndio que atingiu apenas o corredor do subsolo da unidade, onde não havia pacientes.

A retomada dos serviços do centro cirúrgico ocorreu na tarde de ontem, após a liberação do Corpo de Bombeiros e de uma vistoria feita pela equipe técnica de engenheiros elétricos, mecânicos e civis do Instituto de Gestão Estratégica de Saúde do DF (Iges-DF).

“Para normalizar esse atendimento, foi necessário fazer a manutenção de um encanamento que abastece o pronto-socorro adulto. As equipes começaram o trabalho ainda na tarde desta quinta e terminaram na madrugada de sexta”, esclareceu o superintendente do HRSM, Ubiraci Nogueira.

O engenheiro civil do Iges-DF, Martins dos Passos Filho, garantiu que o foco de incêndio não afetou a rede elétrica do hospital, nem os equipamentos. “A equipe de manutenção do Iges-DF fez a revisão de todos os quadros elétricos e não identificou nenhum problema”, ressaltou.

Incêndio

O incêndio ocorrido no Hospital Regional de Santa Maria (HRSM) terminou sem vítimas, apenas com danos materiais. Equipes do Corpo de Bombeiros utilizaram câmeras térmicas para detecção de pontos quentes, avançando, assim, com as linhas de mangueira no subsolo da edificação.

As primeiras equipes de bombeiros relatam terem encontrado muita fumaça saindo pelo subsolo do hospital, que se deslocava para a área do pronto-socorro. Esta área foi evacuada, resultando em oito pacientes transportados para o Hospital do Gama.

De acordo com o Iges-DF, órgão administrador do hospital, o princípio de incêndio foi identificado pelos brigadistas, que atuam permanentemente no hospital.

O sistema de prevenção de incêndio (sprinklers) do edifício foi acionado e os bombeiros também utilizaram os preventivos fixos- os hidrantes de parede- no combate, o que ajudou na extinção do incêndio, além de equipamentos de ventilação da corporação para a retirada da fumaça do ambiente.

“Imediatamente, os cinco profissionais (brigadistas do Hospital) da equipe deram início ao protocolo, que consistiu em começar e combater o fogo usando todo o sistema disponível no hospital. A unidade conta com mangueiras modernas e hidrantes com pressurização, sprinklers (dispositivos que esguicham água), portas corta fogo que foram substituídas no início de 2021, extintores todos dentro da validade, entre outros dispositivos.”, declarou, em nota, o Iges-DF.

Assessor da Superintendência do HRSM, Fúlvio Gouveia Fontana destacou que, além dos serviços dos brigadistas, o Santa Maria mantém um serviço permanente de vistoria e de manutenção dos equipamentos.

“Todos os certificados de revisão de quadros de energia estão em dia, assim como o sistema de combate a incêndios foi testado e revisado”, garantiu, acrescentando que a direção do hospital aguarda agora o laudo do Corpo de Bombeiros para identificar a causa do princípio de incêndio.

O post DF: após conter incêndio, Hospital de Santa Maria retoma atendimento apareceu primeiro em Metrópoles.

Adicionar aos favoritos o Link permanente.

Os comentários estão desativados.