Discussão sobre guarda da enteada teria motivado crime brutal em Criciúma, aponta polícia

Uma discussão sobre a guarda da enteada ocasionou o assassinato brutal de Felipe da Silva Martinho de 30 anos em Criciúma. Foi o que apontou a investigação da Polícia Civil, os cunhados de Felipe são os principais suspeitos do assassinato e estão foragidos.

Através das investigações realizadas pela DHPP (Divisão de Homicídio e Proteção à Pessoa) da DIC (Divisão de Investigação Criminal) de Criciúma foi possível identificar os irmãos de 21 e 28 anos como autores do crime.

Foi pedido pela Polícia Civil, com parecer favorável do Ministério Público (MP), a prisão temporária dos suspeitos. Fato que acatado pelo Juízo da 1ª Vara Criminal de Criciúma, sendo decreta a prisão temporária dos irmãos. Porém o paradeiro deles é desconhecido.

Polícia Civil de Criciúma busca os irmãos suspeitos de matarem o cunhado Felipa de Silva Martinho após uma briga no bairro Rio Bonito – Foto: Divulgação/Polícia Civil/ND

O crime

Na noite de 18 de setembro deste ano, Felipe da Silva Martinho, 30 anos, foi assassinado com golpes de faca e pedradas na Rua dos Estreitos, no bairro Rio Bonito, em Criciúma.

De acordo com as investigações, uma briga envolvendo a discussão sobre a guarda a enteada de Felipe e sobrinho dos suspeitos teria sido o motivo para o crime.

Durante a discussão, os irmãos e cunhados de Felipe teriam o esfaqueado e o matado com pedradas.  A vítima tinha passagens pela polícia por tráfico de drogas.

Qualquer informação sobre o paradeiro dos suspeitos pode ser repassada através do disque-denúncia da Polícia Civil, fones 181 e 197. Bem como através do whatsapp- (48) 98844-0011.

Adicionar aos favoritos o Link permanente.

Os comentários estão desativados.