Dona de clínica de reabilitação clandestina é presa por cárcere privado

Uma mulher de 39 anos foi presa em flagrante por suspeita de manter, em cárcere privado, mulheres com transtorno mental, dependentes de drogas e adolescentes, em clínica de reabilitação clandestina em Anápolis, a 60 quilômetros de Goiânia.

O caso foi divulgado pela Polícia Civil de Goiás, na última segunda-feira (6/9). A mulher foi presa após os policiais realizarem fiscalização na clínica de reabilitação clandestina chamada de Centro de Reabilitação Clandestina, no Setor Chácaras Americanas, em Anápolis.

Durante a fiscalização, realizada junto de equipes da Secretaria Municipal de Saúde (SMS) e da Vigilância Sanitária de Anápolis na quinta-feira (2/9), os policiais constataram que o local não tinha permissão para funcionamento, além de apresentar condições sanitárias irregulares.

Na clínica de reabilitação clandestina, de acordo com a polícia, havia adolescentes, mulheres com transtornos mentais e dependentes químicas.

Os policiais também verificaram que diversas pessoas estavam no local na condição de cárcere privado, sem vontade própria, algumas delas internadas há meses.

A mulher responsável pelo local foi encaminhada à unidade prisional, sem possibilidade de fiança na delegacia, e está à disposição do Poder Judiciário.

O Metrópoles não conseguiu localizar a defesa da suspeita, já que o nome dela não foi divulgado.

O post Dona de clínica de reabilitação clandestina é presa por cárcere privado apareceu primeiro em Metrópoles.

Adicionar aos favoritos o Link permanente.

Os comentários estão desativados.