Doria projeta maior popularidade para Garcia com inaugurações em 2022

O governador de São Paulo, João Doria, deixará uma relação de obras para o vice, Rodrigo Garcia, inaugurar a partir de abril de 2022, período em que não ocupará mais o cargo por conta da eleição presidencial. Segundo auxiliares do governo, a agenda tornará Garcia mais conhecido para a disputa ao Palácio dos Bandeirantes e ajudará Doria a manter em evidência a imagem de “gestor” que será usada no pleito nacional.

Pelo Código Eleitoral, Garcia não poderá comparecer à inauguração de obras a partir de julho, quando faltarão três meses para a eleição. A ideia, no entanto, é publicizar a conclusão de trechos dos contornos da rodovia Tamoios em Caraguatatuba e São Sebastião, a entrega de hospitais nas cidades de Barueri, Bebedouro e Cruzeiro e o início das operações em novas estações de metrô em São Paulo. Também estão previstas, é claro, a pavimentação de estradas e a inauguração de vicinais por todo o estado.

É um consenso no PSDB que, hoje, Garcia é um completo desconhecido da população paulista. E, para cacifar Doria como um candidato competitivo na eleição presidencial de 2022, os auxiliares do governo se pautam por uma lógica elementar: “se Garcia for mal avaliado, Doria será mal avaliado”.

Por isso, a comunicação da dupla passou por ajustes nos últimos meses. Político discreto, Garcia tem recebido ajuda para ampliar sua presença nas redes sociais. Já Doria foi orientado a diminuir o volume de entrevistas e a falar mais sobre aspectos técnicos da administração estadual, e menos sobre as desavenças com Jair Bolsonaro.

Já leu todas as notas e reportagens da coluna hoje? Clique aqui.

O post Doria projeta maior popularidade para Garcia com inaugurações em 2022 apareceu primeiro em Metrópoles.

Adicionar aos favoritos o Link permanente.

Os comentários estão desativados.