Duas pessoas são presas suspeitas de tráfico de peixes ornamentais em Altamira


Já é a quinta apreensão de Acari zebra em um ano e a terceira em menos de um mês. Espécie está em extinção. Peixes da espécie em extinção Acari zebra foram apreendidos em Altamira
Divulgação/PRF
A Polícia Federal e a Polícia Rodoviária Federal apreenderam aproximadamente 100 peixes da espécie Acari zebra (Hypancistrus zebra), na BR-230, em Altamira, na madrugada desta quinta-feira (9). Os suspeitos foram encaminhados para a Delegacia de Polícia Federal.
De acordo com Polícia Rodoviária Federal, durante os procedimentos de fiscalização, perceberam condutor e passageiros nervosos, e após uma busca minuciosa no veículo, foram encontrados os peixes transportados ilegalmente.
Ao ser questionado, o passageiro disse que os peixes eram seus e que sabia da ilegalidade, e ainda relatou que já havia sido preso pela Polícia Federal no aeroporto de Manaus pelo mesmo crime. Já o condutor, disse que sabia dos peixes no veículo mas não sabia da ilegalidade comercial.
Os policiais deram voz de prisão aos envolvidos e os conduziram à Delegacia da Polícia Federal em Altamira/PA, que realizou a lavratura do flagrante. Foram apreendidos 83 exemplares de peixes ornamentais e os envolvidos foram presos em flagrante pelo crime de Tráfico de Peixes Ornamentais, incidindo no artigo 34, parágrafo único, inciso III da Lei nº 9.605/1998, a Lei de Crime Ambiental.
A pena para quem comete este crime é detenção de um a três anos ou multa, ou ambas as penas cumulativamente.
É a quinta apreensão de peixes ornamentais no Pará desde o final do ano passado até este mês de setembro pela PF.
Ações já apreenderam mais de 900 peixes
Desde o final do ano passado, foram realizadas cinco apreensões de peixes ornamentais. Em novembro de 2020, três mulheres foram detidas por transportar irregularmente dezenas de peixes ameaçados de extinção.
Em dezembro, a Polícia Federal confiscou 164 peixes de pelo menos três espécies diferentes que estavam em sacolas plásticas, dentro de uma mala que pertencia a uma mulher.
Em março, foi feita uma operação em Altamira para desarticular uma organização criminosa especialista em tráfico de peixes em extinção, com representação internacional.
Em agosto, foram feitas duas apreensões. No primeiro caso, uma mulher tentou sair de Altamira para Manaus com 277 peixes ornamentais em uma mala. Três dias depois, um homem foi preso em flagrante também no aeroporto de Altamira, com uma mala carregada com 457 peixes.
As duas apreensões somaram 734 peixes resgatados e avaliados em cerca de um milhão de reais. As investigações apontam que uma organização criminosa estaria envolvida no tráfico desses animais.
A espécie, também conhecida como cascudo zebra imperial ou zebra pleco, é nativa do Rio Xingu e tem valor alto no mercado internacional.
O acari zebra é uma espécie ameaçada de extinção registrada no Livro Vermelho do Instituto Chico Mendes de Conservação e Biodiversidade (ICMBio). Estes peixes são de pequeno porte e possuem coloração diferenciada, o que os tornam bastante procurados no mercado de aquarismo mundial.
A espécie é endêmica, ou seja, encontrada exclusivamente em um local, nativa do Rio Xingu, no Pará.
Veja outras notícias do estado no G1 PA
Adicionar aos favoritos o Link permanente.

Os comentários estão desativados.