Eleitora é detida após tirar foto da urna em eleição suplementar de Silva Jardim, RJ


O ato é considerado crime eleitoral por violar o sigilo do voto. Eleitora é detido após tirar foto da urna eletrônica em eleição suplementar de Silva Jardim, RJ
Foto: Rodrigo Monteiro/ Inter TV
Uma mulher foi detida na manhã deste domingo (12) após ser flagrada tirando foto da urna de votação durante a eleição suplementar de Silva Jardim, no interior do Rio. O fato foi constatado por volta das 10h no Colégio Estadual Sérvulo Mello, localizado no centro da cidade.
Segundo a Polícia Civil, um fiscal de um partido político percebeu que a mulher tinha entrado com o aparelho celular na cabine e avisou aos fiscais do Tribunal Regional Eleitora do Rio de Janeiro (TRE-RJ). O ato é considerado crime eleitoral por violar o sigilo do voto. A eleitora foi levada para 120ª DP, teve o celular devolvido e foi liberada.
Os eleitores de Silva Jardim estão indo às urnas neste domingo (12) para escolher o novo prefeito e vice-prefeito que vão assumir o governo municipal até o dia 31 de dezembro de 2024.
Adicionar aos favoritos o Link permanente.

Os comentários estão desativados.