Em evento no Rio Grande do Sul, Bolsonaro diz que não é momento de dizer que qualquer Poder saiu vitorioso

Presidente da República e ministros participaram da 44ª Expointer; no local, Bolsonaro enalteceu o agronegócio e afirmou que a “vitória tem que ser do povo brasileiro”

Presidente Jair Bolsonaro (sem partido) na cidade de Esteio, para participar da 44ª Expointer | Foto: Reprodução

Ao viajar para participar da 44ª Expointer, feira agropecuária realizada no parque Estadual de Exposições Assis Brasil, que ocorreu no município de Esteio, no Rio Grande do Sul, Jair Bolsonaro (sem partido) declarou, neste sábado, 11, que não é hora de dizer que “esse ou aquele Poder saiu vitorioso”. Ele ressaltou que todos os Três Poderes precisam ser respeitados e que o destino da ação está acima deles. “Uma vitória tem que ser do povo brasileiro”, disse.

“Vivemos ainda momentos um pouco conturbados, mas tenho certeza as coisas já concebidas e se ajustar. Não é hora de dizer se esse ou aquele Poder saiu vitorioso. A vitória tem que ser do povo brasileiro”, afirmou.

Essa é a primeira viagem de Bolsonaro após as mobilizações contra e pró-governo do 7 de Setembro. A fala do presidente também foi realizada dois dias após a publicação da nota em que pediu o diálogo entre os poderes, negando a “Intenção de agredir qualquer um dos poderes”. Na ocasião, ele ainda afirmou que o Brasil passará por mudanças graduais e que tem uma missão de Deus de redirecionar o país a essas modificações.

“Não podemos fazer da velocidade que muitos querem, mas a gente vai aos poucos redirecionando o futuro do nosso país. Temos Três Poderes que têm que ser respeitados e buscar sempre a melhor maneira de nos entendermos para que o produto do nosso trabalho seja estendido aos 210 milhões de habitantes”, declarou.

No evento, Bolsonaro ainda enalteceu o agronegócio brasileiro e sua importância durante a pandemia da Covid-19. Além disso, falou sobre a revisão do marco temporal da demarcação das terras indígenas que se encontra em análise no Supremo Tribunal Federal (STF). Para ele, essa revisão será o “fim do agronegócio”.

O presidente recebeu a Medalha do Mérito Farroupilha durante a feira, mais alta homenagem concedida pela Assembleia Legislativa do Rio Grande do Sul que Eduardo Bolsonaro (PSL-SP) recebeu em 2019. Quem propôs a entrega da medalha a Bolsonaro foi o deputado estadual Vilmar Lourenço (PSL). Os ministros do Trabalho e Previdência Social, Onyx Lorenzoni, da Agricultura, Tereza Cristina, do Turismo, Gilson Machado, e do Gabinete de Segurança Institucional, Augusto Heleno, estiveram presentes no evento.

O post Em evento no Rio Grande do Sul, Bolsonaro diz que não é momento de dizer que qualquer Poder saiu vitorioso apareceu primeiro em Jornal Opção.

Adicionar aos favoritos o Link permanente.

Os comentários estão desativados.