• New Page 1

    RSSFacebookYouTubeInstagramTwitterYouTubeYouTubeYouTubeYouTubeYouTubeYouTubeYouTube  

    Social - Repositório

Prisão de Fábio Negão é definitiva? Pena depende de processo conhecido da política

O vereador Fábio Luiz Fernandes Castelo Guedes, o Fábio Negão (PL) de Itajaí, foi preso na última segunda-feira (20) por suposta prática de peculato. O motivo da detenção, diferentemente do que muitos pensam, não foi pela denúncia, e sim pela investigação.

Retrato do vereador Fábio Negão, preso em Itajaí por suposta prática de peculato

Fábio Negão, de Itajaí, foi preso pelo Gaeco na última segunda-feira (20) – Foto: Reprodução/ND

A prisão do parlamentar foi preventiva, ou seja, consiste na privação da liberdade antes do julgamento final do processo. Esse método é aplicado para evitar a fuga do acusado ou impedir a continuidade da atividade criminosa, caso ela seja confirmada.

O procedimento é comum em investigações na política brasileira, visto a complexidade das ocorrências. No caso de Fábio Negão, o Gaeco (Grupo de Atuação Especial em Combate às Organizações Criminosas) cumpriu o mandado em atendimento a uma ordem expedida pela 1ª Vara Criminal da Comarca de Itajaí.

Retrato do vereador Fábio Negão, preso em Itajaí por suposta prática de peculato

Prisão de vereador não é definitiva, tendo sido feita em prol da continuidade das investigações – Foto: Reprodução/ND

Defesa de Fábio Negão confia em prova de inocência

A investigação é conduzida pela 9ª Promotoria de Justiça de Itajaí, que apura a suposta prática de peculato. Segundo sua advogada, Natália Paixão, o agente público está tranquilo em relação ao processo e os próximos passos já estão sendo alinhados.

“Teremos uma reunião com o partido para alinhar as estratégias sobre o cargo público”, disse a defesa de Fábio Negão, que trabalha na Câmara do município desde 2021, tendo sido eleito à função nas eleições municipais de 2020.

A soltura ou prisão definitiva do vereador será determinada após a conclusão das investigações. De momento, ele está afastado das atividades parlamentares.

Adicionar aos favoritos o Link permanente.