Empresas perdem R$ 195,3 bilhões em valor de mercado após 7 de setembro

Com o acirramento da tensão política no país após os atos de 7 de setembro, as empresas de capital aberto da bolsa de valores brasileira, a B3, perderam R$ 195,3 bilhões em valor de mercado nessa quarta-feira (8/9). A informação consta em um levantamento realizado pela Economatica.

As empresas mais prejudicadas foram a Petrobras (queda de R$ 19,6 bilhões), Ambev (R$ 15,4 bilhões), Itaú (14,3 bilhões), Bradesco (R$ 12,2 bilhões) e Vale (R$ 10,1 bilhões).

No início da semana, as ações das companhias somavam R$ 5,257 trilhões. A partir de quarta, passaram a valer R$ 5,061 trilhões.

Na leitura de economistas, o discurso do presidente Jair Bolsonaro (sem partido) no feriado da Independência causou uma crise institucional que “não prevê solução à vista que possa trazer alívio”.

Durante os atos, o presidente fez ataques contra integrantes do Supremo Tribunal Federal (STF) e governadores e prefeitos que tomaram medidas de combate à Covid-19. Bolsonaro dedicou as principais ofensas ao ministro do STF Alexandre de Moraes – e afirmou que não irá cumprir suas decisões.

O post Empresas perdem R$ 195,3 bilhões em valor de mercado após 7 de setembro apareceu primeiro em Metrópoles.

Adicionar aos favoritos o Link permanente.

Os comentários estão desativados.