EUA intercepta cem migrantes haitianos na costa da Flórida

A Guarda Costeira dos Estados Unidos interceptou no domingo uma centena de migrantes haitianos amontoados em um veleiro que navegava ao largo da costa da Flórida, informou a instituição nesta segunda-feira (13).

“Tripulantes da Guarda Costeira dos Estados Unidos transferiram com segurança 104 migrantes do veleiro haitiano para o barco-patrulha Richard Etheridge”, disse a mesma fonte no Twitter.

As autoridades pararam o barco no domingo, cerca de 29 quilômetros a leste da Baía de Biscayne, na costa de Miami.

Um “bom samaritano” alertou as autoridades sobre a presença do navio, disse a Guarda Costeira em um primeiro tweet na noite de domingo.

O pequeno veleiro estava lotado de gente, segundo imagens publicadas na mesma rede social pela instituição.

“Uma vez a bordo do barco-patrulha, todos os migrantes receberam comida, água, abrigo e cuidados médicos básicos”, disse a Guarda Costeira. “Nenhum problema médico foi relatado até agora.”

O Haiti é o país mais pobre da América, de acordo com o Banco Mundial, com 60% da população abaixo da linha da pobreza.

Em 14 de agosto, um terremoto de magnitude 7,2 devastou o sudoeste do país, matando mais de 2.200 pessoas e destruindo milhares de casas.

Essa catástrofe atingiu um Estado afetado pela insegurança crônica e grande instabilidade política, especialmente após o assassinato do presidente Jovenel Moise em 7 de julho em sua residência em Porto Príncipe.

Adicionar aos favoritos o Link permanente.

Os comentários estão desativados.