Falando ao celular, motociclista chama a atenção de policiais e é preso após tentar fugir e colidir em viatura em MS


Homem contou que uma pessoa do seu bairro perguntou a ele se não queria “fazer uma correria” e ganhar R$ 300, levando droga de um bairro a outro. Sobrinho do suspeito e outro rapaz também foram presos. Motociclista, sobrinho dele e outro suspeito de tráfico de drogas foram presos em flagrante e levados para delegacia de MS
Fabiano Arruda/TV Morena
Um motociclista de 36 anos foi preso em flagrante pela Polícia Militar (PM), no bairro Mata do Segredo, em Campo Grande, após ser flagrado falando ao celular. Na ocasião, ele chamou a atenção da equipe pela imprudência, não respeitou a ordem de parada e ainda tentou fugir em alta velocidade, sendo abordado somente após atingir a lateral da viatura. O sobrinho dele, de 22 anos, e um rapaz, de 26 anos, também foram presos nesse sábado (11).
Conforme a investigação, os policiais faziam rondas no Jardim Cerejeiras quando o avistaram. O suspeito pilotava a moto e, ao mesmo tempo, usava outra mão para falar ao telefone celular. Os policiais então emitiram sinais sonoros e luminosos, porém, o motociclista não respeitou.
Em seguida, ele iniciou a fuga em alta velocidade, colocando em risco a vida dos militares e das pessoas na via pública. Ao chegar no cruzamento das ruas Tenesse com a Vicenzo, o suspeito tentou fazer uma rápida conversão, mas, colidiu na lateral da viatura e caiu ao solo, machucando o joelho, tornozelo, além de ficar com ralados pelo corpo. No entanto, não foi necessário o atendimento médico.
A perícia foi acionada e constatou danos na viatura. Ao ser revistado, o homem estava com porções de maconha que totalizaram 1.290 gramas. O celular dele também foi apreendido. Questionado sobre a droga, ele disse que uma pessoa, que mora no seu bairro, teria perguntando a ele se queria ganhar R$ 300 “fazendo uma correria”, a qual seria a entrega da droga do Jardim Anache até o bairro Cerejeira.
No local da entrega, ele receberia mais R$ 950 de uma desconhecida e depois ainda “pegaria sua parte no tráfico”. O homem então disse que aceitou e foi até a casa dos seus sobrinhos, de 21 e 22 anos, onde pegou a droga. Ele então repassou o endereço e os policiais foram até o local.
Ao chegar, já identificaram um dos sobrinhos e ele confirmou os fatos, permitindo a vistoria no imóvel. Os policiais apreenderam mais porções de maconha e cocaína, que totalizaram 65 gramas, além de uma balança de precisão, R$ 277,25 em dinheiro trocado e outro aparelho celular.
Na continuidade das buscas, os policiais ainda identificaram outro envolvido. Este homem, com medo de ser preso, usou a casa de um terceiro para armazenar a droga. O rapaz também foi interrogado e disse que tinha droga na casa dele “somente para uso pessoal”. No entanto, durante buscas, foi encontrada balança de precisão escondida no fundo falso de um sofá, além de R$ 220 e um celular que foi roubado sob mira de uma arma de fogo.
O caso foi registrado na Delegacia de Pronto Atendimento Comunitário (Depac) Centro como tráfico de drogas, sendo o crime reiterado ou associado com mais pessoas, desobediência, receptação e porte de drogas.
Adicionar aos favoritos o Link permanente.

Os comentários estão desativados.