Filho do ditador derrubado Gadafi se instala na Turquia

Saadi Gadafi, filho do ditador líbio derrubado Muamar Gadafi, se instalou na Turquia, anunciou sua porta-voz a um jornal local nesta sexta-feira (10).

“O governo líbio pediu a Saadi Gadafi que abandone imediatamente a Líbia após sua libertação. Saadi Gadafi escolheu ir para a Turquia (…). Sua chegada foi organizada pelo ministério turco das Relações Exteriores”, declarou o porta-voz Musa Ibrahim Kadhafi ao portal de informações Haberler.com.

O ministério turco de Exteriores se recusou a comentar as informações sobre a chegada de Saadi Gadafi à Turquia.

Preso em Tripoli desde 2014, Saadi Gadafi – ex-jogador de futebol com reputação de “playboy” – foi libertado no domingo, assim como outros colaboradores do ditador, que governou a Líbia de 1969 a 2011.

Saadi Gadafi fugiu para o Níger após o levante que derrubou seu pai em 2011. Em 2014 foi extraditado de volta à Líbia.

Este ex-jogador de futebol profissional ficou detido em uma prisão de Tripoli, acusado de crimes contra manifestantes em 2011 e do assassinato do técnico de futebol líbio Bashir al Rayani. Um tribunal de apelações o absolveu em abril de 2018 da morte de Rayani.

Saadi, ex-chefe da federação líbia de futebol, jogou brevemente no campeonato italiano, antes que a Interpol pedisse sua prisão e a de sua família pelo seu papel na repressão de 2011.

Desde 2011, a Líbia vive em meio ao caos, com facções rivais em confronto com o poder. Apesar do fim dos combates em 2020 e da resolução de uma trégua, as divisões persistem.

Adicionar aos favoritos o Link permanente.

Os comentários estão desativados.