Goleiro, técnico, times e fornecedores estão entre os credores do JEC

O torcedor tricolor tem muitas curiosidades e dúvidas, entre elas, as dívidas que o JEC acumulou ao longo  dos anos. O valor total do que deve o Tricolor já é de conhecimento: R$ 47 milhões. Mas, afinal, de onde vem todo esse valor? Grande parte são de ações trabalhistas, algumas já inseridas no ato trabalhista e sendo quitadas mês a mês, mas além das ações e daquelas da esfera cível, o JEC tem dívidas que foram negociadas e também estão sendo quitadas.

Hemerson Maria está na lista de credores do JEC, treinador acionou o time na Justiça e ainda tem R$ 33 mil para receber – Foto: Divulgação/JEC

Neste montante que era, originalmente, de R$ 1,7 milhão, há uma diversidade de segmentos. Jogadores que passaram pelo clube, treinadores que comandaram o JEC em algum momento nos últimos anos, times que tiveram alguma negociação com o Tricolor, mas não foram pagos, fornecedores… a lista é grande.

O valor original que foi negociado pela atual diretoria é de R$ 1.780.378,96, precisamente. Destes, R$ 996.725,50 já foram pagos.

Alguns nomes dessa lista são bem conhecidos da torcida. Vamos a alguns dos credores:

Agenor Detofol: goleiro na passagem do JEC pela Série A em 2015, Agenor tinha um valor significativo para receber do JEC. O valor original é de R$ 623.685,16. O que já foi pago? R$ 422.855,83

Bruno Rafael Rodrigues do Nascimento: Bruno Rodrigues passou pelo Joinville em 2017 e a dívida ficou. Valor original: R$ 6 mil, que ainda não foram pagos.

Clube Atlético Alagoano: com o time de Alagoas, o JEC tinha uma dívida de R$ 45 mil, dos quais R$ 33.750 já foram quitados.

Diego Felipe Coutinho: o meia passou pelo JEC em 2016, fez 15 jogos e entrou para a lista de credores. Valor original da dívida: R$ 120 mil. Valor pago: R$ 10 mil.

Erick Luis Palmas dos Santos: mais um que passou pelo clube em 2016 e deixou uma dívida para o Tricolor. O atacante de 29 anos tinha R$ 43,2 mil para receber do JEC, mas deste valor, R$ 13.680 foram quitados até o momento.

Hemerson José Maria: campeão da Série B com o JEC, Hemerson Maria deixou mais do que o troféu da segunda divisão. Com o treinador, o Tricolor tinha uma dívida original de R$ 66 mil e pagou exatamente a metade: R$ 33 mil.

Ituano Futebol Clube: com o clube paulista a dívida original era de R$ 48.481,31. O valor pago pelo Tricolor até o momento é de R$ 12.481,31

Marinaldo dos Santos Oliveira: Naldo voltou ao JEC nesta temporada e tem sido peça fundamental da boa campanha tricolor na Série D. Mas, o clube ainda tem dívidas com o volante da passagem anterior do camisa 5. São R$ 120 mil e, deste valor, apenas R$ 15 mil foram quitados até o momento. Com Naldo, o Tricolor tem um acordo para pagamento mensal junto com o salário.

MPX Assessoria Esportiva: para a agência de gerenciamento de carreira de atletas, o JEC devia R$ 279 mil e conseguiu quitar completamente a dívida.

Sociedade Esportiva Palmeiras: ao clube paulista, o Tricolor devia R$ 15 mil, com metade da dívida quitada.

Adicionar aos favoritos o Link permanente.

Os comentários estão desativados.