Homem acusado de esconder corpo da mãe em casa para receber aposentadoria

*Atenção: O texto contém detalhes que podem ser considerados perturbadores.

Por um ano, um homem de 66 anos manteve o cadáver mumificado da mãe no sótão para continuar recebendo a aposentadoria dela, segundo divulgou a polícia da Áustria.

Acredita-se que a idosa de 89 anos, que sofria de demência, morreu de causas naturais em junho do ano passado.

O filho colocou então o corpo dela no porão de casa e usou compressas de gelo e curativos para disfarçar o cheiro.

Neste período, a polícia acredita que ele possa ter recebido irregularmente 50 mil euros (cerca de R$ 307 mil) em pensão.

A suspeita só veio à tona depois que um carteiro novato pediu para fazer uma entrega diretamente à idosa, o que foi negado. Isso desencadeou uma investigação e levou à descoberta na região de Tirol, no oeste da Áustria.

A polícia disse à emissora pública austríaca ORF que o suspeito também cobriu o corpo da mãe com areia de gato.

“No final das contas, o cadáver foi mumificado”, disse o policial Helmuth Gufler, acrescentando que o homem confessou a fraude e a manutenção do corpo em casa.

Ainda de acordo com Gufler, o homem não tinha outra renda e falou para a polícia que os pagamentos seriam interrompidos imediatamente se ele tivesse reportado a morte da mãe, o que o deixaria sem condições de pagar o funeral dela ou sustentar a casa que eles dividiam.

O suspeito também despistou o irmão dizendo que a mãe estava no hospital e não valia a pena visitá-la, pois ela não estava mais conseguindo reconhecer ninguém.

  • Clique para assinar o canal da BBC News Brasil no YouTube

Já assistiu aos nossos novos vídeos no YouTube? Inscreva-se no nosso canal!

Adicionar aos favoritos o Link permanente.

Os comentários estão desativados.