Homem pede para esquentar água e estupra moradora de apartamento em Florianópolis

Acusado trabalhava em uma obra no edifício em que a vítima mora no bairro Açores, em Florianópolis, e foi preso em flagrante no final da tarde deste domingo (5) pela Polícia CivilREDAÇÃO ND, CRICIÚMA05/09/2021 ÀS 21H29 – Atualizado Há 15 horasEnviar no WhatsApp

Com o pretexto de esquentar água para fazer um café, um homem invadiu um apartamento e estuprou a moradora no bairro Açores, em Florianópolis. O caso ocorreu neste domingo (5) e o homem foi preso em flagrante pela Polícia Civil. 

O estupro ocorreu por volta das 6h da manhã. O homem trabalhava na reforma de outro apartamento, uma cobertura, no prédio em que a mulher mora. Ele teria, então, batido na porta do apartamento da vítima perguntando se poderia esquentar água para fazer café.Homem foi preso pela Polícia Civil no final da tarde deste domingo (5) no Norte da Ilha, em Florianópolis – Foto: Divulgação/PC/NDHomem foi preso pela Polícia Civil no final da tarde deste domingo (5) no Norte da Ilha, em Florianópolis – Foto: Divulgação/PC/ND

Após entrar no apartamento, com uma faca ele dominou a mulher e a estuprou. Após o crime, o homem fez a mulher o levar até Canasvieiras e, posteriormente, para a Vargem do Bom Jesus, no Norte da ilha.https://106d5d9d5e6b69422d5b915d25fc137c.safeframe.googlesyndication.com/safeframe/1-0-38/html/container.html

Na Vargem, ele saltou do carro da mulher e fugiu. Ela, então, procurou uma delegacia e relatou o ocorrido. Após investigações, o homem foi localizado ainda no Norte da Ilha e preso pela Polícia Civil por meio da CORE/PCSC (Coordenadoria de Operações e Recursos Especiais).

Homem pretendia fugir para o Maranhão

A prisão ocorreu por volta das 17h deste domingo (5). Com o homem os policiais encontraram uma passagem para o Maranhão. A polícia acredita que ele pretendia fugir para o Estado após ter cometido o crime.

O homem foi preso em flagrante e encaminhado para a Central de Plantão Policial da Capital, onde prestou depoimento. Ele segue na central enquanto ocorrem os trâmites jurídicos e deverá ser encaminhado para o presídio. Já a vítima foi encaminhada para os cuidados médicos necessários.

Adicionar aos favoritos o Link permanente.

Os comentários estão desativados.