Imagens mostram atos esvaziados do MBL de 12 de setembro

Imagens mostram atos esvaziados do MBL de 12 de setembro. Foto: Reprodução/Twitter

Além de estarem sendo espancados nas redes sociais, os atos do MBL no Brasil estão esvaziados neste domingo (12). “Nem Lula e Nem Bolsonaro” serviu para dividir a oposição em pedidos de impeachment do presidente da República.

Ato fracassado do MBL

Imagens mostram atos esvaziados do MBL de 12 de setembro. Foto: Reprodução/Twitter

Confira algumas imagens do jornal O Estado de S.Paulo e outras que estão circulando nas redes sociais e veja como o protesto está esvaziado.

A vice enrolada de MamãeFalei

Reportagem EXCLUSIVA no DCM: O ano de 2021 terá as eleições dos conselhos gestores de pelo menos 80 parques em São Paulo. Um deles é o Ibirapuera. Tradicionalmente as votações ocorrem presencialmente utilizando a urna eletrônica.

Fontes entraram em contato com o DCM abordando as suspeitas envolvendo candidatos ao conselho gestor do Ibirapuera. No entanto, a publicação do Diário Oficial mostrou mais: há entre os candidatos para fiscalizar um dos mais importantes parques de São Paulo nomes do Movimento Brasil Livre (MBL) e do youtuber Arthur do Val, o ‘MamãeFalei’.

Os nomes de Adelaide Castro de Oliveira, Amanda Vettorazzo Carneiro, Augusto Zacarias Corrêa Leite (Guto Zacarias), Ian Garcez Oliveira, Janiffer Cabral e Ricardo Almeida Mota Ribeiro são ligados ao MBL estão na lista de candidatos a serem escolhidos pelos frequentadores do Ibirapuera.

O nome que chama mais atenção, no entanto, é o de Adelaide de Oliveira.

E quem é ela?

Adelaide é, segundo seu LinkedIn, diretora de vendas online na Lopes Consultoria de Imóveis. Além do seu trabalho na imobiliária, ela, hoje no partido Patriota, foi uma das coordenadoras do movimento da direita antipetista Vem Pra Rua.

Foi candidata a vice-prefeita da capital paulistana na chapa com Arthur do Val, o MamãeFalei. Tiveram 522 mil votos, 9,78%.

De acordo com a Veja São Paulo, Adelaide de Oliveira foi acionada pela prefeitura de São Paulo por dívidas de IPTU e queria rediscutir o imposto como candidata.

São esses assessores e essa ex-candidata a vice-prefeita, que tem ligações com empresas, que querem representar os frequentadores do Ibirapuera no conselho gestor do parque.

MBL, que quer ser terceira via na política nacional neste 12 de setembro contra Bolsonaro e Lula, não sabe separar muito bem o uso do dinheiro público e do privado.

Adicionar aos favoritos o Link permanente.

Os comentários estão desativados.