Influenza: vacinação de idosos tem cobertura menor que 70% em todos os estados

A Campanha Nacional de Imunização contra a Influenza, doença popularmente conhecida como gripe, completa cinco meses neste domingo (12/9). A convocação dos grupos prioritários esteve vigente até o dia 9 de julho. Cinco meses após o início da ação, no entanto, o país ainda não chegou aos resultados esperados pelo governo federal.

Até sexta-feira (10/9), todas as regiões do Brasil tinham cobertura vacinal de idosos menor que 70%. Segundo informe técnico publicado em abril deste ano pelo Ministério da Saúde, a meta do órgão é que a porcentagem chegue ao menos a 90% em todas as unidades federativas.

Dados coletados pelo Metrópoles por meio da plataforma LocalizaSUS mostram que, atualmente, a média nacional da cobertura de maiores de 60 anos é de 63,9%. Esse público-alvo conta com 30,1 milhões de pessoas, mas apenas 19,2 milhões foram imunizadas até agora.

A região com resultados mais preocupantes é o Norte do país, onde a cobertura vacinal de idosos está em 54,3%. O Nordeste aparece em seguida no ranking, ao atingir apenas 61,5% do público-alvo.

No Sudeste, a cobertura vacinal está em 63,8%, e a porcentagem chega a 68,4% na região Sul. Os estados com melhores resultados são os da região Centro-Oeste, área que conta com 69,9% dos idosos imunizados contra a gripe.

Os números acendem um sinal de alerta para a contaminação de idosos e a possível necessidade de internação por Síndrome Respiratório Aguda Grave (SRAG).

Durante a pandemia de Covid-19, grande parte dos leitos de Unidade de Terapia Intensiva (UTI) foi destinada ao tratamento de pacientes acometidos pelo novo coronavírus.

Especialistas alertam que a vacinação pode evitar o aumento dos casos graves de gripe e, consequentemente, prevenir a ocupação total dos leitos hospitalares com suporte para doenças respiratórias.

Panorama por estado estados

Um gráfico disponível na plataforma LocalizaSUS mostra que, das 27 unidades da federação, três têm cobertura vacinal de idosos menor que 50%: Acre (26,8%), Roraima (43,1%) e Rondônia (49,5%).

Essas regiões estão identificadas com a cor laranja no gráfico, para representar sinal de alerta.

Outras 19 unidades federativas têm cobertura vacinal menor que 75%, e aparecem em amarelo no gráfico disponível no LocalizaSUS.

Apenas quatro estados estão sinalizados pela cor verde no gráfico do Ministério da Saúde: Alagoas, Rio Grande do Sul, Paraíba e Piauí. Todos têm cobertura superior a 75% na vacinação de idosos.

Perigo

Especialista em imunologia e vacinação, o professor Daniel Amaro, que leciona no Centro Universitário de Brasília (Ceub), explicou que a imunização dos idosos é fundamental para evitar o desenvolvimento de formas graves da gripe.

“Quando estamos em idades mais avançadas, nossa capacidade de defesa é reduzida. Além disso, idosos tendem a ter mais comorbidades. Tudo isso favorece o desenvolvimento de outras doenças em conjunto com a gripe. Se o idoso fica gripado, ele pode pegar uma pneumonia ou desenvolver uma SRAG”, explica.

Daniel reforça que parte das pessoas não sabem que o vírus da influenza pode causar sintomas graves. Por isso, a procura pelos postos de vacinação pode sofrer reduções, avalia.

Em julho deste ano, o Ministério da Saúde estendeu a campanha de 2021 para o público geral. Até então, a vacinação era destinada apenas a alguns grupos prioritários, como idosos, profissionais da saúde, crianças e povos indígenas.


0

O professor explica que a imunização contra a gripe é ainda mais urgente durante a pandemia de Covid-19: “Se eu não tiver vacinação, posso aumentar o número de idosos hospitalizados por conta da gripe. E esses mesmos idosos ocupam leitos que poderiam ser usados para tratar aqueles pacientes que estão tendo complicações com a Covid-19″.

Segundo Amaro, o número de internações de idosos por Covid tem subido nas últimas semanas. De acordo com boletim divulgado pela Fundação Oswaldo Cruz (Fiocruz) no início de agosto, as hospitalizações de pessoas maiores de 60 anos aumentaram no estado do Rio de Janeiro, que sofre com a transmissão comunitária da variante Delta.

“Quando temos idosos vacinados contra a gripe, a gente evita que eles tirem recursos daqueles que estão sendo internados para tratar a Covid-19”, ressalta Daniel.

Conscientização

Para o especialista, é importante que o governo federal crie estratégias e campanhas de conscientização para incentivar a busca pela vacina nos postos de saúde. Ele ressalta que diversos estados e municípios criaram ações independentes para atrair o público.

“Apesar de o governo federal não ter tido ações com uma abordagem mais nacional, estamos vendo estados fazendo isso. Alguns estão trabalhando com campanha de vacinação no fim de semana, outros estão fazendo campanhas móveis de vacinação ou liberando vacinação em farmácias. O ideal é você deixar o acesso das pessoas o mais fácil possível, para estimular a busca pelos postos”, ressalta.

 

A reportagem procurou o Ministério da Saúde para prestar esclarecimentos sobre a Campanha Nacional de Imunização contra a Influenza, mas não obteve retorno até a publicação deste texto. O espaço segue aberto.

O post Influenza: vacinação de idosos tem cobertura menor que 70% em todos os estados apareceu primeiro em Metrópoles.

Adicionar aos favoritos o Link permanente.

Os comentários estão desativados.