Iniciativa privada administrará Parque da Cantareira e Horto Florestal

O governo de São Paulo concedeu à iniciativa privada os parques estaduais da Cantareira e Alberto Löfgren, conhecido como Horto Florestal (foto), pelo valor de R$ 850 mil de outorga fixa pelos próximos 30 anos.

A empresa Construcap CCPS Engenharia e Comércio S/A venceu o leilão de concessão, realizado ontem (14), na sede da B3. A oferta representou um ágio de 3,66% em relação ao lance mínimo do leilão.

“Essa é a décima vez que venho a B3 como governador do estado de São Paulo para chancelar um programa de desestatização do governo do estado de São Paulo. Sou o ente público que mais vezes veio à bolsa de valores do Brasil para colocar em mãos privadas aquilo que a gestão pública fazia até então”, disse Doria na ocasião.

Segundo o governo, a proposta prevê o investimento de cerca de R$ 50 milhões nas áreas verdes, dos quais R$ 31 milhões serão nos seis primeiros anos sob administração da concessionária.

De acordo com o secretário de Infraestrutura e Meio Ambiente, Marcos Penido, durante o período de concessão, o vencedor deverá revitalizar e modernizar as estruturas e serviços ao visitante, além de gerenciar e fortalecer a conservação das duas unidades, respeitando as normas ambientais específicas. A empresa poderá ainda explorar comercialmente os espaços no período.

Os dois parques são adjacentes, localizados na Região Metropolitana de São Paulo, tombados pelo CONDEPHAAT e CONPRESP e fazem parte da Reserva da Biosfera do Cinturão Verde da Cidade de São Paulo, trecho integrante da Reserva da Biosfera da Mata Atlântica. Antes da pandemia, juntas, as Unidades de Conservação recebiam mais de 1,6 milhão de visitantes por ano.

O post Iniciativa privada administrará Parque da Cantareira e Horto Florestal apareceu primeiro em ISTOÉ DINHEIRO.

Adicionar aos favoritos o Link permanente.

Os comentários estão desativados.