Jornalista do G1 Maranhão recebe prêmio nacional de jornalismo do Banco do Nordeste


O jornalista Rafael Cardoso foi premiado na categoria nacional de reportagens veiculadas para a internet. Premiação foi realizada nessa quinta-feira (9). G1 Maranhão vence prêmio nacional de jornalismo do Banco do Nordeste
O jornalista Rafael Cardoso, do G1 Maranhão, recebeu o prêmio em reconhecimento a vitória no Prêmio do Banco do Nordeste, na categoria nacional de reportagens veiculadas na internet. A entrega aconteceu nessa quinta-feira (9), na sede do Grupo Mirante, em São Luís.
Confira: Especial – Microempreendedores e o papel na recuperação econômica do Maranhão
A reportagem vencedora, escrita pelo jornalista, destacou o trabalho dos microempreendedores individuais no Maranhão na busca pela própria renda durante a crise econômica de 2019.
“São 41 anos de prêmio, e esse ano, mais de 150 trabalhos jornalísticos foram candidatados, produzidos em todas as áreas de atuação do Banco do Nordeste. E a gente fica muito feliz, na categoria nacional, ter um jornalista maranhense agraciado, premiado e reconhecido por outras entidades que compõe o sistema de imprensa. E o banco realiza todo o trabalho de avaliação, julgamento das matérias, mas quem de fato avalia e premia é toda a equipe de jornalismo dos diversos canais espalhados nos 11 estados em que o banco atua”, disse Danivan Lacerda, superintendente do Banco do Nordeste no Maranhão.
Jornalista do G1 Maranhão recebe prêmio nacional de jornalismo do Banco do Nordeste
Divulgação/Banco do Nordeste
A matéria foi uma das 150 inscritas de todo o país para concorrer na categoria. Vencer o prêmio escrevendo sobre o tema tem um significado especial para Rafael Cardoso.
“A gente vivia em uma situação econômica não muito fácil, naquela época. Foi uma matéria que mostra uma situação do país, de crise econômica e sabemos que os microempreendedores tem nessa situação para gerar emprego e gerar renda. Pude falar com alguns empreendedores do estado, que participaram dessa rodada de negócios e de trabalho para o estado, e puderam transformar a própria vida”, disse o jornalista.
A entrega da premiação deveria ter sido feita em 2020, mas foi adiada em razão da pandemia de Covid-19. O jornalista recebeu as honras e a equipe do G1 Maranhão, comemorou a importância do reconhecimento.
“O prêmio é importante porque reconhece o trabalho do jornalista. A gente trabalhou na pandemia praticamente 24 horas por dia, para informar a população do que estava acontecendo, e para o jornalista é importante e a gente fica muito feliz”, disse Cíntia Araújo, coordenadora de conteúdo do G1 Maranhão.
Jornalista recebeu as felicitações pelos coordenadores e diretores do Grupo Mirante.
Divulgação/Banco do Nordeste
“É um prêmio que vem para acalentar os nossos corações e que todo nosso esforço tem valido a pena. E que todo o trabalho, dedicação, são importantes”, reforçou Maria Fernanda Sarney Santos, diretora de Mídias Eletrônicas do Grupo Mirante.
Nos agradecimentos, o jornalista reforçou a importância do jornalismo como prestação de serviço à sociedade.
“Jornalismo para mim é prestação de serviço, é mostrar boas iniciativas, é apresentar para as pessoas que as boas atitudes que a gente vê no nosso país, especialmente aqui no Maranhão que lutam para levar comida em casa, por meio do empreendedorismo você consegue isso. E por meio da prestação de serviços, também, gerando emprego. Então, como jornalista eu fico muito feliz por isso também”, finalizou Rafael.
Adicionar aos favoritos o Link permanente.

Os comentários estão desativados.