“Maia falando e um jegue relinchando é a mesma coisa”, diz Bolsonaro

O presidente Jair Bolsonaro (sem partido) rebateu a declaração do ex-presidente da Câmara Rodrigo Maia de que o chefe do Executivo seria gay, mas “não consegue assumir”. “Maia me acusou de gay? Lógico, Maia falando e um jegue relinchando é a mesma coisa pra mim”, falou Bolsonaro.

Segundo o presidente, Maia “foi trabalhar com o [João] Doria e começou a se interessar pela pauta LGBTQI”. “Ele quer agradar seu patrão. O gordinho quer agradar o patrãozinho dele”, afirmou.

Bolsonaro ainda ironizou, dizendo que esse foi o único defeito que Rodrigo Maia encontrou nele. “Não tem nenhum problema em ser gay”, disse.

“Nós sempre fomos contra a ilustração de crianças, não tem cabimento colocar isso em sala de aula. Olha o padrão dos livros do PT”, disparou o presidente.

As declarações de Bolsonaro foram feitas durante a live semanal, nesta quinta-feira (9/9), após repercussão das falas do 7 de Setembro.

“Não tem mulher que admire ele”

Na semana passada, Maia disse que tem dúvidas sobre a heterossexualidade de Bolsonaro. “Eu tenho uma grande dúvida [se o Bolsonaro é gay]. Eu acho que é. Não tem nenhum problema”, opinou o ex-presidente da Câmara dos Deputados.

“Não tem uma mulher que ele admire, ele não gosta. Qual é o problema? Não estou brincando. Acho que esse debate tem que fazer. Ele não consegue assumir o que ele é. Falo sério. As pessoas acham que falo brincando, mas depois me dão razão”, afirmou Maia.

Para o parlamentar, a formação militar é uma das explicações. “Como ele tem a formação militar, que é muito reacionária, muito atrasada neste aspecto da orientação sexual, ele prefere dizer que é machão”.

O post “Maia falando e um jegue relinchando é a mesma coisa”, diz Bolsonaro apareceu primeiro em Metrópoles.

Adicionar aos favoritos o Link permanente.

Os comentários estão desativados.