Mais de 60% dos postos de Joinville já estão sem gasolina

A tarde e noite de quarta-feira (8) foi de caos em Joinville, no Norte de Santa Catarina. Os problemas no abastecimento refletiram diretamente na maior cidade do Estado e, nas ruas, a corrida para garantir gasolina causou um verdadeiro caos no trânsito.

Mais de metade dos postos de Joinville já estão sem gasolina – Foto: Sabrina Aguiar/NDTV

E o problema continua e pode agravar ainda mais. De acordo com o Sindipetro (Sindicato do Comércio Varejista de Derivados de Petróleo de Santa Catarina), dos 101 postos de combustível que atuam na cidade, mais de 60 estão sem combustível.

A gerente do Sindipetro, Pamela Alessandra Bento, explica que não houve abastecimento dos postos devido ao feriado e, na quarta-feira os caminhões foram impedidos de deixar a base de distribuição em Guaramirim, o que agravou o problema.

Além disso, a notícia de desabastecimento fez os motoristas lotarem os6postos e a alta demanda zerou os estoques em mais de 60% dos postos da cidade. Segundo ela, sem o abastecimento, nesta quinta-feira (9) todos os postos ficarão sem gasolina na maior cidade de SC.

“Não passa de hoje, a expectativa para abastecimento é ou com a greve parando ou saindo nossa liminar para fazer a escola dos caminhões tanque”, afirma.

Em alguns postos que ainda possuem pouco estoque, a venda está sendo limitada a um valor fixado e, além disso, não há variedade de combustível.

Ainda na noite de quarta-feira, o presidente do Sindipetro, Luiz Antônio Amin, enviou uma nota aos revendedores atualizando a situação.

Confira na íntegra:

Senhores Revendedores,

Tendo em vista a paralisação dos caminhoneiros que está afetando o tráfego de veículos de carga em todo o território catarinense, assim como impedindo o acesso às bases de distribuição, o SINDIPETRO informa que ajuizou perante a Justiça Federal um pedido cautelar para garantir a circulação dos caminhões-tanque com combustíveis, assim como a liberação da entrada e saída destes veículos nas bases de abastecimento do Estado. Foi requerida também escolta policial para garantir que os veículos possam transitar pelas rodovias sem intercorrências e garantir o abastecimento que é atividade essencial e de interesse público.

Estamos acompanhando o trâmite e, tão logo tenhamos posicionamento da Justiça acerca do pedido liminar, informaremos a revenda através dos nossos canais.

Permanecemos à disposição e sempre trabalhando em prol da revenda catarinense.

Adicionar aos favoritos o Link permanente.

Os comentários estão desativados.