Medicamento para artrite reduz 38% as mortes por Covid-19, diz estudo  

Um estudo com o medicamento baricitinib, utilizado no tratamento da artrite reumatoide, mostrou redução de 38% da mortalidade de pessoas hospitalizadas com covid-19. O estudo, coordenado por pesquisadores brasileiros, foi realizado em 12 países, com 1.525 pacientes.

O remédio é produzido pela farmacêutica Eli Lilly e inibe a “tempestade inflamatória” que o coronavírus causa no organismo. É uma reação do sistema imunológico que pode prejudicar o funcionamento de órgãos, causando a morte. O estudo foi publicado na revista The Lancet.

O medicamento ainda não foi liberado pela Agência Nacional de Vigilância Sanitária (Anvisa) para uso em pacientes infectados pela doença. De acordo com a farmacêutica, o valor do medicamento será o mesmo já comercializado para o tratamento da artrite reumatoide. O preço, para o tratamento de 12 dias, seria R$ 1.800, e para 14 dias, R$ 2.100.

+ Coinventor das vacinas de RNAm quer prevenir todos os coronavírus

O uso do remédio é permitido apenas em hospitais, não é possível comprá-lo em farmácias. O medicamento não é indicado para casos leves de covid-19. Normalmente, o baricitinib é usado quando o paciente está intubado, por meio da sonda nasoenteral.

O post Medicamento para artrite reduz 38% as mortes por Covid-19, diz estudo   apareceu primeiro em ISTOÉ DINHEIRO.

Adicionar aos favoritos o Link permanente.

Os comentários estão desativados.