Mercado Central de Macapá celebra 68 anos com concurso gastronômico, campeonato de skate e baile


Espaço celebra a data na segunda-feira (13) com programação que inicia às 6h30 e segue até 22h. Fachada do Mercado Central reinaugurado em Macapá em 2020
Caio Coutinho/Arquivo G1
O Mercado Central, considerado símbolo da cultura macapaense, comemora nesta segunda-feira (13) seus 68 anos de fundação. Para celebrar a data, o local receberá uma programação especial aberta ao público com concurso gastronômico, campeonato de skate, baile, entre outros (veja a programação completa no final da reportagem).
A comemoração inicia as 6h30 com a alvorada festiva apresentada pela Guarda Municipal de Macapá. A celebração segue pela manhã com o plantio de uma cápsula do tempo e o corte do bolo de aniversário.
O local que passou por obras e foi reinaugurado em janeiro de 2020, após 4 anos em reforma, vai receber uma 2ª etapa de serviços, que serão anunciados e detalhados durante a programação desta segunda.
Mesas foram afastadas no Mercado Central de Macapá para evitar aglomerações
Caio Coutinho/Arquivo G1
Pela tarde, acontece a seletiva estadual do concurso de gastronomia Enchefs Brasil, além de uma exposição de carros antigos e campeonato de skate.
Para encerrar a programação, o Mercado Central será palco de um baile com previsão de encerramento às 22h. Confira a programação completa:
Aniversário do Mercado Central
6h30 – alvorada festiva com a Guarda Municipal de Macapá
7h – plantio da cápsula do tempo (cartas e registros atuais que serão desenterrados daqui a 20 anos)
7h30 – corte do bolo de aniversário e anúncio da segunda etapa da obra do mercado
15h às 17h – concurso de gastronomia Enchefs Brasil
17h – campeonato de skate
18h – exposição de carros antigos
18h30 às 22h – baile do mercado central
Mercado Central, localizado na orla de Macapá, no centro da cidade
Maiara Pires/Arquivo G1
História
O Mercado Central foi inaugurado em 13 de setembro de 1953 pelo governador Janary Gentil Nunes e pelo então prefeito Claudomiro de Moraes. O espaço contava com 16 talhos para venda de alimentos e hortaliças e alguns boxes para venda de lanches aos trabalhadores do local.
Naquela época, famílias japonesas vieram ao Amapá para trabalhar no mercado que tinha localização estratégica, próximo às margens do Rio Amazonas e do Trapiche Eliezer Levy, onde desembarcava parte dos produtos que eram vendidos no mercado.
Mercado Central antes de receber obras para reforma
Jéssica Alves/ G1
Em quase 70 anos, o local só passou por pequenos reparos na estrutura física, sendo a antiga estrutura praticamente mantida na totalidade.
Em 16 de janeiro de 2020, o local, que é considerado um dos principais pontos de encontro e comércio de Macapá foi reinaugurado, após 4 anos de obras.
A nova estrutura conta com 63 boxes, três vezes mais que antigamente, elevador para acessibilidade, novos banheiros, calçamento e jardim com chafariz.
Veja o plantão de últimas notícias do G1 Amapá
ASSISTA abaixo o que foi destaque no AP:
Adicionar aos favoritos o Link permanente.

Os comentários estão desativados.