Mesmo sem risco de desabastecimento, motoristas formam filas em posto

Apesar de não existir nenhuma informação oficial sobre desabastecimento devido à paralisação de caminhoneiros nesta semana, motoristas fazem filas em postos de combustíveis em diversos estados do Brasil. Com temor de escassez e de um aumento ainda maior no preço dos combustíveis, consumidores buscam abastecer seus automóveis para evitar o cenário ocorrido em 2018.

Segundo o jornal O Globo, as filas em postos foram registradas em Santa Catarina, Mato Grosso, Minas Gerais, São Paulo, Tocantins e Roraima.

+ Movimento de caminhoneiros perde força e atinge 3 Estados, sem bloqueios, diz ministério
+ Apenas RS, SC e RO têm concentração com abordagem a caminhoneiros, diz ministério

Porém, a Fecombustíveis, federação que reúne a rede de distribuição de combustíveis, aponta que não houve desabastecimento. A entidade argumenta que a greve de caminhoneiros causou apenas atrasos e dificuldades pontais da logística de combustíveis.

O mesmo foi dito pelo presidente do Sulpetro-RS, sindicato que representa postos de combustíveis no Rio Grande do Sul, João Carlos Dal’Aqua. “Não temos nada de problemas no momento. As entregas estão ocorrendo de forma organizada. Não há necessidade de correr aos postos para encher os tanques”, afirmou à Rádio Gaúcha.

A Associação Brasileira de Supermercados (Abras) emitiu nota à imprensa nesta quinta-feira (9) para dizer que não vê risco de desabastecimento de alimentos no Brasil.

O post Mesmo sem risco de desabastecimento, motoristas formam filas em posto apareceu primeiro em ISTOÉ DINHEIRO.

Adicionar aos favoritos o Link permanente.

Os comentários estão desativados.